veículos Archive

Detran realizará 3º leilão de veículos em 2013

Com o objetivo de reduzir o número de veículos apreendidos que estão lotados em Salvador e nas Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans) e não foram retirados por seus proprietários dentro do prazo estabelecido, o Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-Ba) vai realizar em outubro e novembro, o 3º Leilão de Veículos/ 2013.

O leilão será realizado de forma regionalizada, dando início em Salvador no dia 16 de outubro, às 9 horas, na Avenida Tancredo Neves, 1632, auditório do Edf. Salvador Trade Center; após o leilão da capital, o evento acontece nas Ciretrans envolvidas, como Feira de Santana e Santo Amaro (dia 18); dia 22 em Barreiras; e dia 24 em Irecê. Na cidade de Ipirá, o leilão será realizado no dia 25; sendo que no dia 30 será a vez da cidade de Paulo Afonso. No último dia do mês de outubro (31), o evento acontece em Juazeiro. Dando continuidade aos trabalhos, a comissão de leilão ainda estará no dia 01 do novembro na cidade de Jacobina; seguindo para Itapetinga no dia 05; Vitória da Conquista e Brumado dia 06; Jequié dia 07, encerrando o processo de leilão nas cidades de Itaberaba e Seabra no dia 08.

Os moradores de Salvador que tiverem interesse na cópia do edital podem se dirigir à sede do Detran, na Av. ACM, 7744 Pernambués – Salvador e retirar no setor de protocolo, ou podem ter acesso ao edital no site: www.detran.ba.gov.br, e ainda no escritório do Leiloeiro Oficial, Sr. Edilson Lopes Rocha, Av. Tancredo Neves, 1632 – Torre Norte, Sala 1611- Salvador Trade Center – Caminho das Árvores CEP:41820-020, Salvador. Site: http://www.erleilos.com.br; E-mail: erleiloes@uol.com.br; Telefones: (071) 3113-4055 e (071) 9972-0514. Terá como preposto o Leiloeiro Oficial, Sr. Miguel Paulo Rodrigues da Silva, estabelecido na Rua Conselheiro Dantas, 57, Ed. Paraguassu, sala 406, Comércio, Salvador/BA, no site: www.mpleiloes.com.br; Fone: (071) 3241-0791; (071) 9988-5050 e (071)9257-0541.

Os veículos a serem leiloados estarão disponíveis para visitação no pátio do Detran-BA, em Salvador e nas Ciretrans envolvidas no processo, de 07 de outubro  a 15 de outubro de 2013 (dias úteis), das 08h30 às 12h e das 13h30 às 17h.

Com informações do Detran

Recolhimento de veículos vai gerar economia de R$ 6,8 milhões ao ano

Apenas com o consumo de combustível e manutenção de veículos, o Governo do Estado deixará de gastar anualmente mais de R$ 6,8 milhões de reais. A economia foi calculada com base no consumo dos mais de 1,2 mil veículos oficiais com mais dez anos de uso que deixarão de circular em atendimento ao Decreto Governamental n° 14.710, que determina o contingenciamento na área de custeio. Até o momento, cerca de 800 veículos da frota estadual já foram recolhidos pela Secretaria da Administração (Saeb). A frota oficial do Estado é de 6.030 veículos próprios em uso.

Os carros entregues ao almoxarifado Central do Estado serão leiloados ainda este ano. O primeiro certame está previsto para ocorrer no próximo dia 25 de outubro e o segundo em 29 de novembro. A expectativa de arrecadação com a alienação destes bens é de R$ 5 milhões.

Os veículos a serem devolvidos são os que possuem mais de dez anos de fabricação e que ainda estejam em circulação; aqueles que não apresentem registro recente de abastecimento no sistema de Controle Total de Frota (CTF) ou ainda que apresentem baixo índice de utilização, com rodagem inferior a 60 quilômetros diários.

A primeira etapa do recolhimento, realizada em agosto e setembro, ocorreu nos postos de recolhimento de Salvador, Feira de Santana, Ibotirama, Itaberaba, Itabuna, Guanambi, Barreiras e Juazeiro. Todos os automóveis recolhidos serão encaminhados para leilões estaduais, a serem realizados nos meses de outubro e novembro. De acordo com o Decreto Governamental, ainda está previsto recolhimento de mais 400 unidades.

Energia, água e impressoras
Também estão em curso no Estado o aumento do controle sobre os gastos com água e energia dos prédios e órgãos públicos estaduais. A meta é reduzir o consumo em até 20% a partir do mês de setembro, tendo como referência o valor médio dos gastos entre janeiro e agosto deste ano. Para atingir a meta estipulada, serão intensificados os procedimentos de controle de desperdícios que foram implementados em 2008 pelo Programa de Racionalização de Água e Energia. O Estado já vem economizando cerca de R$ 1,6 milhão por ano com água e energia elétrica em seus prédios públicos.

A primeira etapa do programa de redução foi iniciado em 2008, numa parceria com a Universidade Federal da Bahia (Ufba), que traçou um perfil do consumo dos prédios localizados no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Estes prédios são monitorados diariamente pelos Ecotimes, equipes integradas pelos servidores responsáveis por gerir os dados diários do sistema, identificando e corrigindo a tempo qualquer problema. Nesta fase, o consumo do prédio do Departamento de Infraestrutura de Transportes (Derba) foi reduzido em quase 80%.

A partir de setembro de 2012, com o início da terceira etapa, ocorreu um significativo aumento de adesão, o que fez saltar de 17 para 82 o número de unidades e órgãos do governo participantes do programa.

Ainda estão sendo retiradas de funcionamento 80% de todo equipamento tipo jato de tinta e 20% do tipo laser ou led instaladas nos prédios públicos do Estado. De acordo com a instrução, serão padronizados os procedimentos para os serviços de impressão no âmbito da Administração Pública Direta e Indireta do Estado, visando a racionalização das despesas, com a suspensão de novas aquisições e redução dos custos com manutenção de equipamentos, bem como a compra de suprimentos, a exemplo de papel e tonner, e gastos com energia elétrica.

Os serviços de impressão também serão geridos de forma centralizada, adotando o modelo de impressão corporativa, que concentra os serviços em locais específicos para a impressão de documentos públicos.

Com informações da Saeb

Estado inicia recolhimento de 20% da frota de veículos

Será iniciado nesta quarta-feira (21), o recolhimento de 20% da frota de veículos oficiais do Estado. A medida, a ser implementada pela Secretaria da Administração (Saeb), está sendo adotada em cumprimento ao Decreto Estadual de nº 14.710, que determina o corte de custeio do Estado em cerca de R$100 milhões. As orientações para a retenção dos veículos foram definidas por meio da Portaria de n° 1.385, publicada pelo Diário Oficial do Estado (DOE), desta terça (20). O procedimento se dará em dez postos de recolhimento espalhados pelo estado, instalados em Salvador e nas cidades de Barreiras, Guanambi, Itaberaba, Juazeiro, Feira de Santana, Itabuna, Teixeira de Freitas, Paulo Afonso e Irecê.

No total, 1.200 veículos deixarão de circular até o final do ano | Foto: Manu Dias/AGECOM

No total, 1.200 veículos deixarão de circular até o final do ano | Foto: Manu Dias/AGECOM

De acordo com a portaria, serão recolhidos veículos que possuam mais de dez anos de fabricação e que ainda estejam em circulação; aqueles que não apresentem registro recente de abastecimento no sistema de Controle Total de Frota (CTG); ou ainda que apresentem baixo índice de utilização, com rodagem inferior a 60 quilômetros diários.
O mesmo vale para veículos de uso individualizado por superintendentes, diretores, coordenadores, assessores e demais servidores públicos, desde que estejam fora das especificações técnicas de uso que determina o Decreto Estadual n° 14.690. A gestão do recolhimento do percentual da frota estadual ficará a cargo da Saeb, através da Superintendência de Serviços Administrativos (Saeb).

Os veículos inclusos na lista de recolhimento serão imediatamente informados pela Saeb às unidades gestoras competentes. No total, 1.200 veículos deixarão de circular até o final do ano. A previsão de receita com o leilão destas unidades é de R$ 4,9 milhões e a economia em abastecimento e manutenção está estimada em R$ 6,8 milhões. A frota própria do Estado tem atualmente 6.031 veículos.

Redução no custeio
A medida está em consonância com uma série de medidas administrativas voltadas para a racionalização e o combate ao desperdício nos gastos com pessoal e custeio na Administração Pública Estadual. Além da redução na frota, estão entre as medidas a redução de 10% dos cargos de confiança e a contenção de despesas, como 50% das autorizações para viagens nacionais e internacionais, a suspensão de celebração de novos contratos de consultoria e de locação de imóveis e de veículos, entre outros.

As medidas são complementares às adotadas no último dia 31, quando outro decreto assinado pelo governador estabeleceu o contingenciamento de 15% no orçamento de secretarias e órgãos estaduais, com exceção das secretarias da Saúde (Sesab) e da Educação (SEC), num corte total de despesas da ordem de R$ 250 milhões a partir de medidas a serem apontadas pelas próprias unidades. O conjunto de medidas ordena a redução de custeio em R$350 milhões.

O novo decreto vai assegurar o alcance das metas do contingenciamento e deverá ampliar a economia de recursos públicos ao dar maior efetividade às diretrizes para gestão e controle dos gastos e equilíbrio das contas públicas. As medidas visam permitir que o governo faça frente ao atual cenário de restrição na economia, com impacto na arrecadação estadual, produzido pelos reflexos da crise econômica internacional, somados aos efeitos da pior seca das últimas décadas no Estado, que detém a maior área proporcional de seu território inserida no semiárido.

IPVA pode ser pago com 10% de desconto até quinta (28)

Todas as informações podem ser consultadas no site da Inspetoria Eletrônica – IPVA ou no 0800 071 0071. Saiba mais

Os proprietários de veículos têm até o dia 28 de fevereiro para aproveitar o desconto de 10% no pagamento em cota única do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Todas as informações podem ser consultadas no site da Inspetoria Eletrônica – IPVA ou pelo Call Center da Secretaria da Fazenda (0800 071 0071). O pagamento pode ser feito em qualquer agência do Banco do Brasil ou do Bradesco e basta apenas ter em mãos o número do Renavam.

Existe ainda a opção de pagar com 5% de abatimento. Para isso é só quitar o valor integral do imposto no dia do vencimento da primeira cota, data que varia de acordo com o número final da placa do veículo. Os contribuintes têm ainda a opção de parcelar o imposto em três vezes sendo que o vencimento da primeira cota para os veículos de final de placa um será no dia 18 de março e placa dois, dia 19 de março.

Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) pode ser pago com desconto | Crédito: Carol Garcia/GOVBA

Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) pode ser pago com desconto | Crédito: Carol Garcia/GOVBA

Os débitos referentes à taxa de licenciamento e multas de trânsito deverão ser pagos até a data de vencimento da 3ª parcela e os débitos anteriores do IPVA também podem ser parcelados em três vezes juntamente com o IPVA 2013. Vale ressaltar que o proprietário que perder o prazo da 1ª cota deixa de ter também o direito ao parcelamento em três vezes.

Redução no valor do IPVA

Os contribuintes baianos pagarão em 2013 cerca de 4,6% a menos no valor do IPVA, de acordo com tabela de valores venais calculada pela Fundação de Pesquisas Econômicas (FIPE), cujo valor serve de base para o cálculo do imposto. Os automóveis  apresentaram uma redução de 9,6%, assim como caminhões que tiveram uma redução de 5,3% e os ônibus e microônibus, com uma queda média de 6,1%. A diminuição ocorreu em função do aumento da venda de veículos novos, impulsionada pelas medidas de desoneração do IPI promovidas pelo Governo Federal, que puxou o preço  dos automóveis usados para baixo.

O IPVA é a segunda fonte de arrecadação tributária do Governo do Estado e o valor arrecadado é dividido igualmente com o município onde o veículo foi emplacado. A frota total da Bahia é de mais de 2,7 milhões de veículos, sendo que 2,3 milhões pertencem à frota tributável, ou seja, veículos que pagam o IPVA. Até novembro de 2012 a arrecadação do imposto chegou a R$ 743 milhões contra R$ 639,8 milhões em 2011, um aumento de 16,12%.

Contribuinte do IPVA tem 10% de desconto

Após os gastos extras com as compras de fim de ano, os contribuintes do Imposto sobre Propriedade de Veículos de Automotores (IPVA) poderão aproveitar o desconto de 10% no valor do imposto de seu veículo. Para isso basta realizar o pagamento até o dia 28 de fevereiro de 2013 em cota única. O pagamento pode ser feito em qualquer agência do Banco do Brasil ou do Bradesco e basta apenas apresentar o número do Renavam.

Todas as informações poderão ser consultadas também através do site www.sefaz.ba.gov.br ou do Call Center da Secretaria, pelo 0800 071 0071.

A tabela de pagamento completa está disponível no site da Sefaz, no link Inspetoria Eletrônica.

Sistema de identificação automática de veículos entrará em vigor no início de 2013

Seis anos depois da criação do Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos (Siniav) por uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a iniciativa deve entrar em funcionamento em janeiro do ano que vem.

Esta é a data prevista pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para que se comece a instalar, em toda a frota rodoviária do País, os dispositivos eletrônicos que armazenarão dados dos veículos.

O desenvolvimento da tecnologia que será usada como base do sistema foi financiado pelos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação e das Cidades e envolve investimentos de aproximadamente R$ 5 milhões.

Como funciona

Segundo o coordenador de Microinformática do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Henrique Miguel, o mecanismo funciona a partir de um sistema de radiofrequência, que prevê a emissão de sinais por antenas espalhadas pelas cidades e rodovias. Estes sinais são captados por um pequeno chip que integra a placa eletrônica instalada no pára-brisa dos veículos de passeio e em outros locais específicos, no caso de motocicletas e carretas.

“É uma espécie de tag eletrônico, que vai permitir o controle do tráfego em tempo real. Ao ser acionado, o chip enviará dados do veículo às antenas que, por sua vez, enviarão as informações para as centrais de processamento, que verificarão a situação do veículo analisado. A tecnologia desenvolvida é bastante complexa e representa uma solução segura e barata, que pode ser reproduzida”, disse.

Entre as aplicações do sistema, Miguel destaca a possibilidade de localizar um carro furtado e associá-lo ao proprietário, facilitando a recuperação do veículo e evitando a clonagem. Além disso, será possível fiscalizar a velocidade média dos automóveis e a circulação em locais e horários em que ela for proibida.

O coordenador-geral de Informatização e Estatística do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Roberto Craveiro, ressaltou que o sistema está baseado em dois princípios básicos: respeito à privacidade e segurança do cidadão, além da identificação de veículos irregulares, que possam de alguma forma colocar em risco o trânsito e a segurança pública.

O Siniav também facilitará o serviço de cruzamento de dados relativos aos veículos e às obrigações do proprietário, como o licenciamento anual e o pagamento de impostos e de multas. Com o projeto, espera-se aumentar a segurança no envio de cargas e diminuir filas em pedágios, com a possibilidade de abertura automática de cancelas por meio da leitura do chip.

As informações obrigatórias que ficarão armazenadas no dispositivo são: número de série do chip, identificação da placa, categoria e tipo do veículo.

O custo para instalação do tag eletrônico, estimado em R$ 5, ficará a cargo do proprietário do veículo e deverá ser cobrado junto com o licenciamento dos automóveis.

A assessoria da pasta informou que ainda estão sendo definidas as sanções que serão aplicadas aos proprietários de veículos flagrados sem o chip após o prazo final de implementação do sistema, o que pode incluir multa e perda de pontos na carteira de habilitação.

Criação

O Siniav foi criado pela Resolução nº 212/2006 do Contran para modernizar a tecnologia dos equipamentos e procedimentos empregados na prevenção, fiscalização e repressão ao furto e roubo de veículos e cargas.

Com informações do Portal Brasil

Blitz da Agerba e PM autua 28 veículos por transporte clandestino

Vinte e oito veículos, entre vans e micro-ônibus, foram autuados nesta terça-feira (21) por transporte clandestino, em blitz realizada pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), em conjunto com integrantes da Operação Gêmeos, da Polícia Militar.

A operação foi realizada no Km-8 da BR-324 (entrada da Brasilgás) e na região de São Cristóvão, das 6h às 12h, com apreensão de veículos que faziam transporte clandestino para Praia do Forte e outras localidades do litoral norte. Cada veículo recebeu a multa por transporte irregular de passageiros, que tem o valor atual de R$ 2.802,80.

Segundo o diretor executivo da Agerba, Eduardo Pessôa, de janeiro a julho deste ano foram aplicadas em todo o estado 2.700 multas por transporte clandestino. Ele ressalta que, além da atuação do órgão, é indispensável a colaboração da população, que não deve utilizar o transporte clandestino, preferindo o transporte regular, onde o usuário tem mais segurança, “porque, às vezes, a economia de alguns reais pode vir a custar a própria vida”.

Licitações

A Agerba, além de combater o transporte clandestino, realiza licitações para regularizar o chamado transporte complementar, aquele que atende a localidades não servidas pelo transporte regular. De acordo com Eduardo Pessôa, até o final do ano deverão estar regularizadas cerca de 200 linhas do transporte complementar, nos municípios de Feira de Santana, Juazeiro, Entre Rios, Vitória da Conquista, Jacobina, Teixeira de Freitas, Alagoinhas, Jequié e Senhor do Bonfim.

Com informações da SECOM

Estado amplia monitoramento da frota oficial

Veículos oficiais do Estado serão monitorados por meio de sistema on-line. Já a partir de março, os primeiro 237 veículos estarão ligados ao Sistema de Telemetria e Monitoramento, que utiliza a mesma tecnologia das redes de telefonia celular para envio de dados. A iniciativa faz parte do projeto de modernização administrativa e gestão eficiente dos recursos públicos, uma vez que possibilita o acompanhamento do consumo de combustível, manutenção da frota, uso adequado do patrimônio público e coordenação das atividades operacionais de maneira mais efetiva.

O monitoramento on-line possibilitará ao gestor de frota acompanhar, com mais detalhe, cada trecho das rotas dos carros oficiais. O sistema funciona a partir do envio de dados através de um chip instalado no veículo, com informações acessíveis pela internet por meio de login e senha. O equipamento também permite a localização dos veículos e re-educação dos condutores na direção de veículo, com o controle da velocidade, aumento da vida útil do automóvel e melhoria dos serviços prestados aos usuários.

Um dos diferenciais do projeto é o sistema de comunicação entre unidade e veículo. O equipamento permite a interlocução entre o gestor da frota e motoristas em atividade, podendo adequar, ainda em trânsito, mudanças no roteiro. Isso significa uma economia significativa dos custos, evitando deslocamentos desnecessários de veículos da garagem, reorientando os que já estejam na rota de destino. Também vai promover uma melhor coordenação das demandas logísticas de cada unidade envolvida.

Já em fase de implantação, o projeto irá abranger, inicialmente, veículos que prestam atendimento às secretarias da Administração (Saeb), da Saúde (Sesab), da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), do Meio Ambiente (Sema) e da Agricultura (Seagri), além do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), Casa Civil e Procuradoria Geral do Estado (PGE). Os equipamentos estão sendo instalados nos veículos para que o monitoramento tenha início em março, com a capacitação dos gestores de frota e motoristas de cada unidade.

Para o secretário da Administração, Manoel Vitório, o uso da tecnologia terá impacto positivo na gestão do Estado, com reflexos diretos sobre a política de qualificação dos gastos do Estado. “A adoção do sistema, além de institucionalizar um padrão de monitoramento da frota oficial estadual, irá gerar uma economia significativa dos custos com sua manutenção, além da redução de gastos com o item de consumo”, analisa. Atualmente, a frota do Estado conta com mais de 9 mil veículos oficiais.

Controle da Frota – Além do sistema de monitoramento on-line, o Estado utiliza desde 2004 o Controle Total da Frota (CTF), da empresa Petrobras Distribuidora S.A. Também gerido pela Saeb, o sistema controla o consumo de combustível dos veículos oficiais. O CTF permite acompanhamento, em tempo real, do abastecimento dos veículos pelos gestores de transporte de cada unidade através de um dispositivo eletrônico identificador, a UVE ou unidade veicular.

Cada veículo monitorado recebe uma UVE que permite, no momento do abastecimento, o reconhecimento do veículo nos postos equipados com a mesma tecnologia. Automaticamente, o gestor da frota é informado, possibilitando um melhor acompanhamento do rendimento dos veículos. O gestor pode determinar o crédito disponível para cada veículo e uma vez desconectada do tanque, a mangueira de combustível interrompe o abastecimento, neutralizando qualquer possibilidade de fraude.

Com informações da SAEB

Contribuintes poderão solicitar restituição do IPVA para carros roubados

Desde o início de 2010, em caso de furto, roubo ou perda total do veículo, o contribuinte tem direito de solicitar a restituição do valor pago do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). De acordo com o decreto nº 12.301, que procede essa alteração no Regulamento do IPVA, o pedido de restituição deverá ser feito no ano seguinte ao do roubo, perda ou furto. Dessa forma, os proprietários que tiveram seus veículos roubados no exercício de 2010 já podem solicitar a restituição em 2011. “É importante lembrar que a restituição dos carros roubados agora em 2011 só será realizada no exercício de 2012”, explica a gerente de IPVA da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz), Aline Lessa.

Para realizar a solicitação, os contribuintes que têm direito à restituição deverão comparecer a uma unidade da Sefaz, no Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) ou nas Inspetorias Fazendárias, apresentando os documentos da propriedade do veículo e documentos pessoais. Em caso de furto ou roubo, deve ser apresentado também o boletim de ocorrência. Após a solicitação, o contribuinte deve aguardar a liberação da restituição. O acompanhamento do processo pode ser feito através da internet. Para mais informações, basta ligar para o Call Center da Sefaz pelo 0800 071 0071.

CálculoA base de cálculo para restituição do IPVA corresponde ao valor proporcional ao número de meses do ano em que o veículo permaneceu na propriedade do usuário.

Se por exemplo, um contribuinte tiver pago R$ 400,00 de IPVA do seu veículo no exercício de 2011, mas tenha a sua propriedade roubada no mês de junho e permaneça sem o carro até o final do ano, ele deverá levar o boletim de ocorrência até uma unidade da Sefaz no exercício seguinte, ou seja, em 2012. O cidadão terá de volta cerca de R$ 200,00, valor equivalente ao período no qual que permaneceu sem o carro. Vale ressaltar que a restituição não abrange o valor pago pelo Seguro Obrigatório e a Taxa de Licenciamento, apenas o IPVA.

Sobre o IPVA O IPVA é a segunda fonte de arrecadação tributária do Governo do Estado e o valor arrecadado é dividido igualmente com o município onde o veículo foi emplacado. O imposto pode ser pago em qualquer agência do Banco do Brasil ou do Bradesco e basta apenas apresentar o número do RENAVAM no caixa. Todas as informações podem ser consultadas através do site da Secretaria da Fazenda do Estado (www.sefaz.ba.gov.br) ou pelo Call Center da Secretaria (0800 071 0071). O imposto é calculado sobre o valor médio de cada veículo de acordo com pesquisa feita pela Fundação de Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE).

Com informações da Sefaz

Administração amplia controle sobre consumo de combustível em veículos oficiais

Mais de 1.300 veículos da frota oficial do Estado que circulam pelo interior baiano vão integrar o sistema de Controle Total de Frota (CTF) da empresa Petrobras Distribuidora S.A, gerenciado pela Secretaria da Administração do Estado (Saeb). O objetivo é ampliar a cobertura do sistema que controla o consumo de combustível dos veículos oficiais. Atualmente, dos 8,7 mil veículos que compõem a frota de veículos oficiais, 4,5 mil já contam com a iniciativa.

A expansão do CTF integra as ações de qualificação do gasto público do Compromisso Bahia, que de 2007 a 2010 aferiu o corte de desperdícios em torno de R$ 610 milhões na administração estadual, suprimindo compras desnecessárias ou má utilização dos materiais.

O CTF permite acompanhamento, em tempo real, do abastecimento dos veículos pelos gestores de transporte de cada unidade. “Hoje, a contratação é centralizada. Além de possibilitar o Estado identificar imediatamente a quantidade de combustível adquirida, isso evita desvios”, explica o diretor de Serviços da Saeb, Raul Celuque. O sistema de controle eletrônico substitui a utilização de tickets, cupons ou cartões, antes adotados pelas unidades administrativas.

Um estudo feito a partir da implantação do sistema na frota de Salvador e região metropolitana, além de Feira de Santana, Alagoinhas e Santo Amaro, onde 100% dos veículos oficiais já são monitorados, apontou uma redução superior a 20% no consumo de combustível nos 18 primeiros meses de operação do sistema. Com implantação em mais 40% dos veículos que compõem a frota no interior, a expectativa é de economizar R$ 4 milhões em 24 meses, com base no mesmo percentual.

Tecnologia 

Raul Celuque explica que o controle do consumo de combustível é feito por meio de um dispositivo eletrônico identificador, a UVE, ou unidade veicular. Cada veículo monitorado recebe uma UVE que permite, no momento do abastecimento, o reconhecimento do veículo nos postos equipados com a mesma tecnologia. Automaticamente, o gestor da frota é informado, possibilitando um melhor acompanhamento do rendimento dos veículos. Cada gestor pode determinar o crédito disponível para cada veículo e, uma vez desconectada do tanque, a mangueira de combustível interrompe o abastecimento, neutralizando qualquer possibilidade de fraude.

Além disso, a centralização da contratação também reduz custos com taxas de administração, antes pagas pelas unidades nos contratos avulsos, e permite obter vantagens no preço do combustível fornecido. O contrato firmado em abril deste ano garante também a redução no preço do litro de combustível abastecido nos carros da frota estadual.

A implantação do CTF no interior já chegou a 946 veículos nos municípios de Santo Antônio de Jesus, Itabuna, Ilhéus, Buerarema, Eunápolis, Porto Seguro, Itamaraju, Teixeira de Freitas, Jequié, Poções, Vitória da Conquista, Senhor do Bonfim, Paulo Afonso e Juazeiro.