Exposição na Uefs comemora os 40 anos do Observatório Antares

Com a exposição ‘Meteoritos: Relíquias do Sistema Solar’, o Observatório Astronômico Antares comemora 40 anos de implantação, completados nesta segunda-feira (26). A mostra, realizada no hall do prédio da Reitoria da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), fica aberta ao público até a próxima sexta-feira (30), com exibição de filmes e apresentação de meteoritos, inclusive do Acervo Wilton Pinto, do Museu Geológico da Bahia, além de réplicas como a do meteorito de Bendengó.

A exposição também comemora dois anos do Museu Antares de Ciência e Tecnologia, recém-completados em 24 de setembro. O Antares, conforme explica a bióloga Carolina Oliveira, não está restrito ao estudo de corpos celestes. É aberto também a temas como a formação da vida na Terra e a possibilidade da existência dela em outros planetas.

Neste sentido, o Antares realiza trabalhos e recebe estudantes para diversas atividades, como visitação ao Parque dos Dinossauros, que expõe réplicas de animais pré-históricos. No Parque Espacial é possível ver uma réplica de 11 metros do foguete Saturno 5, que realizou a viagem à Lua na Missão Apollo 11, em 20 de julho de 1969.

A réplica possui um exaustor de explosão de fumaça para simular a partida do grande foguete de 110 metros, que fez a viagem há 40 anos para a Lua e uma caixa de som interna que produz o efeito sonoro da contagem regressiva e da partida do foguete.

Dois “gyrotecs” (ou “loconautas”) também fazem parte do Parque Espacial. O aparelho é utilizado na rotina de treinamento dos astronautas, pois simula o efeito da ausência de gravidade que seria encontrada no espaço.

No local é possível visitar, ainda, a réplica do observatório pré-histórico Stonehenge, existente há 5 mil anos e localizado na Inglaterra, além de um espaço que simula a caminhada na Lua, um planetário no qual são realizadas projeções sobre a formação das estrelas, um módulo lunar e trajes espaciais de astronauta.