treinamento Archive

Ouvidores participam de treinamento para utilização do TAG

Durante a capacitação foram apresentadas as funcionalidades do TAG, principalmente nas áreas de atendimento, gerenciamento das manifestações e relatórios.

Participantes conheceram as funcionalidades do TAG

Participantes conheceram as funcionalidades do TAG

A Ouvidoria Geral do Estado da Bahia (OGE) promoveu nesta quarta-feira (12) capacitação para os ouvidores utilizarem o Sistema de Ouvidoria e Gestão Pública (TAG). O treinamento reuniu 13 servidores de oito órgãos do governo estadual, na sala multiuso da Prodeb, em Salvador.

Durante a capacitação foram apresentadas as funcionalidades do TAG, principalmente nas áreas de atendimento, triagem, consultas, gerenciamento das manifestações e relatórios.

Os treinamentos cumprem a função de melhorar o funcionamento da Rede de Ouvidorias Especializadas e, consequentemente, o atendimento ao cidadão, além de promover a integração dos ouvidores e encontrar alternativas para otimizar o serviço de Ouvidorias do Governo do Estado.

Ouvidorias participantes
Participaram do treinamento desta quarta-feira (12), representantes das Ouvidorias da JUCEB, SPM, AGERSA, Uneb, Sepromi, Sedur, Secult e servidores da Ouvidoria Geral.

OGE promove capacitação de novos ouvidores

Um dos objetivos da OGE é capacitar os ouvidores para utilização do Sistema de Ouvidoria e Gestão Pública (TAG) e o atendimento ao cidadão.

Ouvidores conheceram funcionalidade do TAG

Ouvidores conheceram funcionalidade do TAG

Responsável pela coordenação técnica da Rede de Ouvidorias Especializadas do Estado da Bahia, a Ouvidoria Geral tem como um dos seus objetivos capacitar os ouvidores para utilização do Sistema de Ouvidoria e Gestão Pública (TAG) e o atendimento ao cidadão.

Nesta quinta-feira (6), no auditório da Casa Civil, os ouvidores da Universidade do Estado da Bahia  (UNEB), Secretaria de Cultura (Secult) e da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) participaram da capacitação para novos ouvidores, realizada pela Coordenação da Rede de Ouvidorias Especializadas e Projetos.

Procedimentos para registrar uma manifestação, triagem das demandas, encaminhamentos e geração de relatórios por meio do TAG são alguns dos pontos abordados na capacitação. Além disso são pontuadas questões relativas a importância de respostas rápidas e com qualidade, bem como dicas para o bom atendimento ao cidadão.

Participaram do treinamento o ouvidor da UNEB, Nerivan das Virgens e sua assistente, Lucimeire Ferreira, a ouvidora da Secult, Cleria Alcântara e o ouvidor-adjunto da Sepromi, Valdo Azevedo.

Polícia Militar terá mais 109 oficiais aptos a comandar tropas

A partir de agora, durante um ano, os aspirantes-a-oficial participam de estágio para o aprendizado do comando de tropas | Foto: Mateus Pereira/GOVBA

A partir de agora, durante um ano, os aspirantes-a-oficial participam de estágio para o aprendizado do comando de tropas | Foto: Mateus Pereira/GOVBA

Mais 109 policiais militares se tornaram aspirantes-a-oficial, com a formatura no treinamento especializado em segurança pública. A solenidade, realizada na noite de quinta-feira (12), na Vila Policial Militar do Bonfim, nos Dendezeiros, contou com a presença do secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, e do comandante-geral da PM, coronel Alfredo Castro, dentre outras autoridades.

Os aspirantes-a-oficial trocaram o espadim de Tiradentes, símbolo dos alunos da academia, pela espada, que representa o oficialato e entregue pelos padrinhos dos formandos. Eles também prestaram o juramento à bandeira nacional. A capacitação teve duração de três anos e, a partir de agora, durante um ano, os aspirantes-a-oficial participam de estágio para o aprendizado do comando de tropas.

Antes desta turma, de 2007 até agora, já haviam sido formados 694 oficiais. Segundo o coronel Alfredo Castro, a carreira de oficial começa com a formatura e segue até o último posto da Polícia Militar, de coronel. “Eles têm três anos de formação, com disciplinas relativas à Polícia Militar, incluindo a capacitação de Polícia Cidadã, ficando habilitados para o desempenho da função”.

Mais qualificada
Para o secretário Maurício Barbosa, a segurança pública baiana está cada vez mais qualificada. “O oficial deve ter espírito de liderança, vontade de fazer sempre mais, coragem diante de todas as adversidades possíveis e precisa ser exemplo para as tropas que vai liderar. Desejo a todos boa sorte na carreira para atender à sociedade, a razão da existência da segurança pública”.

O aspirante-a-oficial Rafael Nabuco, 27 anos, disse que o conhecimento adquirido na academia vai servir para toda a vida. “A turma será remanejada para todo o estado, para companhias e batalhões, assumindo postos de comando. Faremos agora um estágio de um ano, alinhando o que se aprendeu com a prática. Eu me sinto realizado, sempre quis seguir a carreira militar. Estou feliz e satisfeito”.

Emocionada após receber a espada dos pais, a aspirante-a-oficial Michele Almeida, 32 anos, declarou que aquele momento representava uma conquista pessoal e profissional. “Entrei na corporação em 2003 como soldado e sentia a necessidade de ter este crescimento. Agora, quero fazer um bom trabalho e prestar um serviço de melhor qualidade para a sociedade”.

Para a mãe de Michele, Nilza Muniz, “é uma honra, um orgulho e um prazer formar uma filha. É uma conquista tanto para a Michele como para a família. É mais um degrau que ela está galgando na carreira”.

Na ocasião, a turma homenageou o patrono, professor-doutor Milton Santos, geógrafo brasileiro e um dos maiores pensadores da história da geografia no Brasil. Ele se destacou por escrever e abordar inúmeros temas, como a epistemologia da geografia, a globalização, o espaço urbano, dentre outros.

Com informações da Secom

Profissionais do Mais Médicos começam a ir para municípios onde atuarão

A Bahia passa a contar com 594 profissionais atuando em 224 municípios e oito polos de Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI)

Com estes médicos, a Bahia passa a contar com 594 profissionais atuando em 224 municípios e oito polos de Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) | Foto: Divulgação/Sesab

A previsão é que até o final do ano, o número total de médicos atuando pelo programa chegue a 792 | Foto: Divulgação/Sesab

O 178 profissionais do Programa Mais Médicos que chegaram no último domingo (1/12) começaram a se deslocar, nesta sexta-feira (6), para os 169 municípios em que irão atuar. Os médicos, todos cubanos, passaram por atividades, no Instituto Anísio Teixeira, durante a semana em que conheceram a realidade local da rede pública de saúde do estado e as características epidemiológicas da população.

Com estes médicos, a Bahia passa a contar com 594 profissionais atuando em 224 municípios e oito polos de Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI). A previsão é que até o final do ano, o número total de médicos atuando pelo programa chegue a 792, contemplando 324 municípios, além dos DSEI.

O secretário da Saúde do Estado, Jorge Solla, durante a solenidade falou do aumento da cobertura da Atenção básica e também da melhoria dos indicadores de saúde. “Um aumento fantástico da cobertura, uma assistência prestada de qualidade técnica e com um compromisso muito forte destes profissionais. A atenção básica com certeza vai dar um grande salto de qualidade e de acesso a população baiana”, afirmou Jorge Solla

“Eu quero ajudar a melhorar a saúde das pessoas. Espero poder fazer um bom acolhimento e um bom trabalho”, disse o médico Ramón Trujillo Gómez, que vai trabalhar no município de Itapé, onde Sônia Carvalho é secretária de Saúde. “Vamos ter um profissionais que com certeza vai atender bem a população e cumprir a carga horária integralmente”, afirmou ela.

Com informações da Sesab

Equipe da Ouvidoria de Dias D’Ávila é capacitada para usar o TAG

Em fase de implantação, a ouvidoria municipal conta com o auxílio da Ouvidoria Geral do Estado da Bahia. Leia mais

SONY DSC

Equipe da ouvidoria municipal recebe capacitação para utilizar o TAG

Ao longo desta semana, a equipe da Ouvidoria da Prefeitura de Dias D’Ávila participa de treinamento para utilização do Sistema de Ouvidoria e Gestão Pública (TAG). Em fase de implantação, a ouvidoria municipal conta com o auxílio da Ouvidoria Geral do Estado da Bahia para estruturar a sua unidade, após a assinatura do Termo de Cooperação Técnica, que prevê a assessoria técnica, além da concessão para uso do TAG.

Durante a capacitação, que será realizada, de segunda (18) a sexta-feira (22), no prédio da Governadoria, localizada no Centro Administrativo, em Salvador, serão apresentadas as funcionalidades do TAG, principalmente nas áreas de atendimento, triagem, consultas, gerenciamento das manifestações e relatórios. A equipe da Ouvidoria de Dias D’Ávila conhecerá também a estrutura e funcionamento da OGE.

Além do ouvidor do município de Dias D’Ávila, Rafael Marcante, participam do treinamento os servidores Lucas Lima, Yuri Sales e Fátima Azevedo.

Ouvidoras são capacitadas para utilizar o TAG

Ouvidoras conheceram funcionalidades do TAG

Ouvidoras conheceram funcionalidades do TAG

A Ouvidoria Geral do Estado da Bahia (OGE) promoveu nesta terça-feira (5) capacitação para as ouvidoras utilizarem o Sistema de Ouvidoria e Gestão Pública (TAG). O treinamento reuniu as ouvidoras da SEMA, VSBA e AGERSA no prédio da Governadoria, em Salvador.

Durante a capacitação foram apresentadas as funcionalidades do TAG, principalmente nas áreas de atendimento, triagem, consultas, gerenciamento das manifestações e relatórios.

Os treinamentos cumprem a função de melhorar o funcionamento da Rede de Ouvidorias Especializadas e, consequentemente, o atendimento ao cidadão, além de promover a integração dos ouvidores e encontrar alternativas para otimizar o serviço de Ouvidorias do Governo do Estado.

Bahia vai receber 310 profissionais na segunda etapa do Programa Mais Médicos

Os médicos chegarão a Salvador entre os dias 26 e 28 de outubro. Após treinamento,  serão designados para os municípios selecionados. Leia mais

 

Bahia irá receber mais 310 médicos pelo programa, sendo 277 estrangeiros e 33, que concluíram a graduação no Brasil | Foto: Divulgação/Sesab

Bahia irá receber mais 310 médicos pelo programa, sendo 277 estrangeiros e 33, que concluíram a graduação no Brasil | Foto: Divulgação/Sesab

Representantes do Ministério da Saúde (MS), da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e de municípios que se cadastraram para serem contemplados com profissionais viabilizados pelo Programa Mais Médicos, se reuniram na tarde desta segunda-feira (21), na Oficina de Alinhamento do 2º Ciclo do programa. Durante o evento, realizado no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, foi anunciado que a Bahia irá receber mais 310 médicos pelo programa, sendo 277 intercambistas (estrangeiros) e 33, que concluíram a graduação no Brasil.

De acordo com o vice-coordenador nacional do programa, Jerzey Timóteo, os médicos já estão no país. “Estão passando por um curso de formação em cidades como Vitória e Brasília”. Ele também informou que, entre os médicos intercambistas, estão profissionais de países como Cuba, Argentina e Portugal. “Também tem brasileiros que concluíram medicina no exterior”.

Conforme a subsecretária estadual da Saúde, Suzana Ribeiro, os médicos chegarão à capital baiana entre os dias 26 e 28 de outubro. “Depois do curso de formação realizado pelo Ministério, eles [os médicos] permanecerão em Salvador durante uma semana, realizando atividades sob a coordenação da Sesab. Em seguida, serão designados para os municípios selecionados, que se cadastraram e apresentaram a demanda de profissionais médicos”, explica.

Durante o encontro realizado no IAT, o presidente do Conselho Estadual de Secretários Municipais de Saúde (Cosems) e secretário de Saúde de Dias D’Ávila, Fabiano Ribeiro elogiou o desempenho do Programa Mais Médicos na Bahia. “É um momento de avaliação da primeira etapa. Isso vai nos permitir avançar cada vez mais. É um programa que nos dá fôlego, pois tem ficado cada vez mais caro contratar um médico para cidades do interior”.

Ribeiro também conclamou aos gestores municipais, em especial, os secretários municipais de Saúde, a darem o respaldo necessário aos médicos nas suas respectivas cidades.“Temos uma responsabilidade enorme com o programa. Dar todas as condições a estes profissionais assim que eles chegarem aos nossos municípios faz parte do sucesso do programa”, ressalta.

O secretário de Saúde de Juazeiro, Cássio Garcia, disse que o município já foi contemplado com quatro profissionais brasileiros pelo Mais Médicos. “Eles têm dado uma resposta positiva à saúde da nossa cidade. Mas ainda existe esta demanda em Juazeiro. Sejam brasileiros ou estrangeiros, precisamos de mais destes profissionais”.

Nesta terça-feira (22), em Brasília, a presidente Dilma Rousseff sanciona a Medida Provisória, que oficializa a criação do Programa Mais Médicos. O texto do documento foi aprovado pelo Senado Federal na última quarta-feira (16). O secretário da Saúde da Bahia, Jorge Solla participa do evento, as 11h, na capital federal.

Com informações da Sesab

Municípios do interior baiano recebem profissionais do programa Mais Médicos

Médicos irão atuar em 28 municípios do interior, além de Salvador | Foto: Carla Ornellas/GOV BA

Médicos irão atuar em 28 municípios do interior, além de Salvador | Foto: Carla Ornellas/GOV BA

Os 57 profissionais do programa federal Mais Médicos, graduados no exterior e que atuarão na Bahia, foram encaminhados nesta segunda-feira (23) aos 28 municípios onde vão trabalhar, além de Salvador. Eles partiram da sede da União dos Municípios da Bahia (UPB), no Centro Administrativo, na capital, após uma coletiva de imprensa concedida no auditório do órgão pelo secretário estadual da Saúde, Jorge Solla, que acompanhou dois grupos até os municípios de Araci e Tucano.

Entre os profissionais, 29 já estão credenciados para atuar no Brasil. O secretário Jorge Solla afirmou que a Bahia é o estado que conseguiu maior número de registros provisórios já liberados para que os médicos estrangeiros comecem a trabalhar no Brasil. “Quase a totalidade das pendências está sendo regularizada e os demais registros serão concedidos o mais rápido possível”.

Solla avaliou que a recepção dos novos médicos foi calorosa. “Todos os gestores municipais, a população que utiliza o Sistema Único de Saúde [SUS], os profissionais dos postos, todos receberam muito bem os médicos de fora, que vieram contribuir para fortalecer a saúde nestes municípios onde parcela importante da população terá acesso à assistência médica”.

Capacitação
Os médicos passaram, segundo o secretário, por uma capacitação para conhecer o SUS e a realidade brasileira, as particularidades dos quadros de adoecimento e a condição de vida da população. “São profissionais que vão atuar em unidades de saúde já existentes, com equipe técnica, quadro de enfermeiros, odontólogos, e vão aprender e ensinar, ajudando muito a reduzir a mortalidade e melhorando a qualidade de vida da população”.

A Bahia é o estado que conseguiu maior número de registros provisórios já liberados para que os médicos estrangeiros comecem a trabalhar no Brasil | Foto: Carla Ornellas/GOV BA

A Bahia é o estado que conseguiu maior número de registros provisórios já liberados para que os médicos estrangeiros comecem a trabalhar no Brasil | Foto: Carla Ornellas/GOV BA

A secretária estadual de Relações Internacionais, Suzana Sá, destacou que “os médicos estrangeiros, trazendo conhecimento e experiência, estarão contribuindo para superar as dificuldades e carências que estamos vivendo”.

Avaliação positiva
As médicas cubanas Dámara Morejón e Dania Marquez, designadas pelo programa federal Mais Médicos para os postos de saúde das localidades de Tapuio e Barreira, no município de Araci, na região do Sisal, na Bahia, chegaram à cidade no início da tarde, acompanhadas do secretário Jorge Solla e outras autoridades.

Dámara e Dania fizeram uma visita a um dos postos de saúde da cidade, com a mesma estrutura que vão contar para exercer a profissão. “Os postos são bem distribuídos e estão preparados para que a gente trabalhe com eficácia. As condições para o atendimento à população já estão criadas”, disse Dania.

A comerciante Ana dos Santos, moradora de Araci, tem dois filhos e gostou quando viu as médicas chegarem para a visita ao posto de saúde. “As pessoas vão ser mais bem atendidas, porque quando a gente precisar vai encontrar os médicos à nossa disposição”.

maismedicos2

Tucano
Para o município de Tucano, foram designados um casal de médicos, Juan Ariel Del Valle e Gisela Benavente Acosta, e uma terceira profissional, Elidia Del Rosario Garcia, todos de nacionalidade cubana. Juan Del Valle gostou da recepção nas duas cidades. “Eu vim para trabalhar em um lugar onde os indicadores de saúde apontam que é uma parcela da população brasileira mais necessitada. Chegamos com muito amor e profissionalismo”.

O prefeito do município, Igor Moreira Nunes, que também é médico, afirmou que a dificuldade de encontrar médicos que se destinem ao interior é muito grande. “Estes são profissionais de excelência em medicina preventiva. Eles vão atuar em três localidades distantes e carentes, Arapua, Rua Nova e Quixaba, que estão sem médicos há mais de um ano. As unidades estão adequadas para receber estes profissionais que vão atender mais de dez mil pessoas”.

Formação de médicos
Solla disse que, por meio do programa Mais Médicos, a Bahia vai receber, nos próximos três anos, cinco novos cursos federais de medicina. “A Bahia teve o primeiro curso de medicina do Brasil, em 1808, criado por Dom João VI e somente agora estamos às vésperas de começar o segundo curso, na Universidade Federal do Recôncavo, em Santo Antônio de Jesus”.

Nos próximos anos, segundo o secretário, vão entrar em funcionamento os cursos em Teixeira de Freitas, no sul do estado, em Barreiras, no oeste, em Paulo Afonso, pela Universidade Federal do Vale do São Francisco, além da Universidade Federal de Integração Luso-afro-brasileira (Unilab), em São Francisco do Conde. É o maior investimento em formação médica já feita no nosso país.

Com informações da Secom

Médicos estrangeiros começam a atuar na Bahia na segunda-feira

Os profissionais que vão atuar no programa ‘Mais Médicos’, do governo federal, concluem o treinamento nesta sexta-feira (20). Saiba mais

Médicos concluem treinamento nesta sexta-feira (20) | Foto: Foto: Adenilson Nunes /GOVBA

Médicos concluem treinamento nesta sexta-feira (20) | Foto: Foto: Adenilson Nunes /GOVBA

Os profissionais que vão atuar no programa ‘Mais Médicos’, do governo federal, concluem o treinamento nesta sexta-feira. Eles foram acompanhados na manhã desta quinta-feira (19) pelo secretário estadual da Saúde, Jorge Solla, durante aula realizada no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador.

“A partir da próxima segunda-feira (23), eles serão encaminhados para seus locais de trabalho. No momento, 30 cidades da Bahia serão beneficiadas com a chegada desses profissionais, nesta primeira etapa. Muitos outros virão nas etapas seguintes”, afirmou Solla.

Os 67 profissionais que se graduaram no exterior passam por treinamento em Salvador desde 26 de agosto, assistindo aulas sobre saúde pública brasileira e língua portuguesa. Desses, 59 estão confirmados para atuar na Bahia. Eles também recebem orientações sobre o Sistema Único de Saúde (SUS), informações específicas sobre o município onde vão atuar e visitam unidades de saúde da família.

“Os professores foram muito profissionais. Recebemos orientações e me sinto preparada para atuar em Sítio do Quinto. Sabendo como é a cidade e o que vamos encontrar é muito melhor para nós e para os pacientes”, disse a médica cubana Ivedt Tiloto.

O treinamento também ampliou o conhecimento da médica venezuelana Evelys Gomes, que vai trabalhar em Alagoinhas. “Soube que na cidade que vou atuar tem atenção médica baixa. Então, vamos nos esforçar para suprir esta necessidade”.

Evelys Gomes, médica venezuelana, integra a equipe de médicos estrangeiros que irão atuar na Baha | Foto: Adenilson Nunes /GOVBA

Evelys Gomes, médica venezuelana, integra a equipe de médicos estrangeiros que irão atuar na Baha | Foto: Adenilson Nunes /GOVBA

Os profissionais que vão atuar exclusivamente na atenção básica e nos postos terão supervisão de médicos brasileiros e devem ter uma jornada de 40 horas semanais. Serão orientados também por instituições públicas de ensino.

Mais investimentos em infraestrutura dos hospitais e das unidades de saúde
O ‘Mais Médicos’ faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do SUS, que prevê mais investimentos em infraestrutura dos hospitais e das unidades de saúde, além de levar mais profissionais para regiões onde há escassez de atendimento. A iniciativa prevê a expansão do número de vagas de medicina e de residência médica e o aprimoramento da formação médica no Brasil, além da convocação de profissionais para atuar na atenção básica de municípios com maior vulnerabilidade social e distritos sanitários especiais indígenas.

Com informações da Secom

Ouvidores são capacitados para utilização do TAG

Participaram do treinamento, organizado pela Ouvidoria Geral do Estado,  as Ouvidorias Especializadas da Sefaz, Juceb, Seap e Ebal. Leia mais

SONY DSC

Os treinamentos cumprem a função de melhorar o funcionamento das Ouvidorias Especializadas

A Ouvidoria Geral do Estado da Bahia promoveu capacitação para utilização da versão Web do Sistema de Ouvidoria e Gestão Pública (TAG), nesta quarta-feira (28), para as Ouvidorias da Sefaz, Juceb, Seap e Ebal.

Procedimentos para realização de atendimento ao cidadão, triagem, consultas, gerenciamento das manifestações e relatórios são alguns dos pontos abordados durante a capacitação que foi realizada, no auditório da Casa Civil, localizado no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador.

SONY DSC

Participaram do treinamento as Ouvidorias Especializadas da Sefaz, Juceb, Seap e Ebal.

Os treinamentos cumprem a função de melhorar o funcionamento das Ouvidorias Especializadas e, consequentemente, o atendimento ao cidadão, além de promover a integração dos ouvidores e encontrar alternativas para otimizar o serviço das ouvidorias públicas do estado da Bahia.

Participam do treinamento João Borges (Sefaz), Camila Oliveira, Marcelle Pinto e Laine Santana (Juceb), Jayme Lemos (Seap) e João Barreto (Ebal)