Salvador Archive

SAC Comércio entra em última semana de reformas

De 12 a 19 de dezembro, todos as carteiras de identidade e carteiras de trabalho que foram emitidas até a última sexta-feira (12) no SAC Comércio e no SAC Móvel, situado no bairro da Calçada, deverão ser retiradas no SAC Liberdade. Já as carteiras de motorista emitidas no mesmo período serão entregues exclusivamente no SAC Barra.

Com 100% das obras de recuperação e padronização da estrutura física concluídas, o SAC Comércio, em Salvador, terá seu atendimento suspenso a partir desta segunda-feira (15) até sexta-feira (19). A parada é necessária para a configuração do Sistema Atende, que gerencia a distribuição de senhas e o atendimento na Rede SAC. A previsão é que o SAC Comércio esteja aberto ao público na segunda-feira (22).

Durante esta semana, o SAC Móvel vai oferecer suporte à emissão da carteira de identidade para os usuários que buscam os serviços do SAC Comércio. O atendimento acontece das 7h às 15h30, na Escola Profissionalizante Landulpho Alves (CEEP-BA).

Após a reforma e inauguração do SAC Comércio, a unidade vai oferecer atendimento para emissão gratuita da carteira de identidade. Também serão realizadas a emissão do CPF e certidão negativa de antecedentes criminais e serviços do Detran, Previdência Estadual, Planserv, Sinebahia, Tribunal de Justiça da Bahia (TJ/BA), Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Procon, Embasa, Coelba, Serviço de Atendimento ao Fornecedor (SAF), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sefaz Estadual e Municipal, Junta do Serviço Militar e Ouvidoria da Polícia Militar.

Com a revitalização, o espaço, que vem sendo reformado desde maio deste ano, recebe nova estrutura de energia elétrica e tecnológica, piso, revestimento de paredes, pintura, forros e luminárias, entre outras melhorias. Responsável por cerca de 2,6 mil atendimentos diários para mais de 270 serviços públicos ofertados por 17 diferentes órgãos, a unidade funciona no Instituto do Cacau, situado à Avenida da França, de segunda a sexta-feira, das 7h às 15h30.

Com informações da Saeb

Unidades móveis da Rede SAC atendem na capital e em Camaçari até o final do ano

Nas carretas do SAC Móvel, os cidadãos poderão contar com os serviços da Ouvidoria Geral do Estado. Confira o cronograma de visitas.

O serviço de atendimento móvel do SAC chegará a quatro bairros da capital baiana e a duas localidades da Região Metropolitana de Salvador (RMS) até o final deste mês. Nas unidades serão emitidas carteira de identidade (RG), certidão negativa de antecedentes criminais e CPF, além dos serviços da Previdência Estadual e da Ouvidoria Geral do Estado (OGE).

A unidade da Rota 1 visita Itapuã, área da Lagoa do Abaeté, nesta terça-feira (16). Ainda nesta semana, a unidade atende aos bairros de Coutos, na quinta-feira (18) – na Rua Marques de Leão, final de linha do bairro – e de Pirajá, nos dias úteis de 22 a 30, na Rua 8 de Novembro, próximo ao G Barbosa. O atendimento é realizado das 8 às 18h.

Já a unidade da Rota 2, que realiza apenas a emissão da carteira de identidade, auxiliando o serviço realizado pelo SAC Comércio, atende de segunda a sexta-feira, das 7 às 15h30, no bairro da Calçada, até a próxima sexta-feira (19). A carreta está localizada na Avenida Engenheiro Oscar Pontos, próximo à Escola Profissionalizante Landulpho Alves (Ceep-BA).

Por último, a Rota 3 do SAC Móvel atende aos moradores de Arembepe, até o próximo dia 23, das 8 às 15h, no terminal rodoviário da localidade. No mesmo período, a carreta também atende em Abrantes, na Praça da Matriz.

Para mais informações sobre as rotas do SAC Móvel e horários de atendimento, a Secretaria da Administração (Saeb) disponibiliza o site do órgão e os números 0800 071 5353 (telefone fixo) e 4020 5353 (telefone móvel).

Com informações da Secom

Vai viajar de ônibus no Natal? Confira as recomendações da AGERBA

Em caso de reclamações, os usuários podem procurar os postos da AGERBA localizados nos terminais rodoviários e a Ouvidoria. Leia mais.

Em caso de  irregularidades, cidadão poderá acionar Ouvidoria da Agerba | Foto: Divulgação/Secom

Em caso de irregularidades, cidadão poderá acionar Ouvidoria da Agerba | Foto: Divulgação/Secom

Cerca de 165 mil passageiros deverão deixar Salvador, no período de 17 a 25 de dezembro, para passar Natal no interior do Estado, de acordo com estimativa da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (AGERBA).

No mesmo período, as empresas de ônibus irão disponibilizar cerca de 900 horários extras, além dos 540 horários que já são cumpridos diariamente.

As cidades mais procuradas para curtir o festejo natalino são os diversos municípios do estado da Bahia, acentuando-se as cidades do Recôncavo Baiano, bem como as cidades litorâneas, a exemplo daquelas localizadas ao longo da Rodovia BA 099 (Estrada do Coco e Linha Verde), além das tradicionalmente, tais como: Itacaré, Ilhéus, Porto Seguro, Lençóis, Barreira, Vitória da Conquista, Juazeiro.

Recomendações
A AGERBA recomenda aos usuários do Sistema de Transporte Intermunicipal de Passageiros que procurem antecipar a compra dos bilhetes de passagens, evitando, assim, as filas nos guichês.

É importante também que os passageiros procurem chegar à Estação Rodoviária de Salvador com antecedência mínima de 20 minutos do horário marcado para viagem, evitando possíveis transtornos no momento do embarque.

A fiscalização da AGERBA estará presente nas blitze em conjunto com as polícias rodoviária estadual e federal para combater o transporte irregular de passageiros.

No período das festas de Natal e fim de ano, a Agência manterá equipes de fiscalização trabalhando em regime de plantão. Em caso de reclamações, os usuários podem procurar os postos da AGERBA localizados nos terminais rodoviários e a Ouvidoria, através do telefone 0800-071-0080.

Setre lança o documentário “A Cor do Trabalho” nesta sexta (12)

A história, formação e desenvolvimento dos empreendedores negros; a sua contribuição para o mundo do trabalho na Bahia e para a construção de uma nova Economia para um mundo solidário são as linhas mestras do documentário A Cor do Trabalho, uma realização da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) em parceria com o cineasta baiano Antonio Olavo. A sessão de lançamento, aberta ao público, o lançamento será no próximo dia 12 (sexta-feira), às 19h, no auditório da Uneb, no bairro do Cabula, em Salvador. acordotrabalho

O documentário, um longa metragem, conta a história do trabalho negro na Bahia desde o tempo da escravatura até os dias atuais. “O objetivo é mostrar, realmente, como a educação pode ajudar na ascensão do negro na sociedade”, explica Antonio Olavo que conta que o longa traz experiências vitoriosas de negros e negras que, ao longo dos séculos, romperam com o estigma do preconceito racial e, por meio da educação ou da abertura de negócios próprios, tiveram êxito em sua trajetória profissional.

Poder transformador – Para o secretário estadual do Trabalho e Esporte, Nilton Vasconcelos, “o documentário registra como a união entre a solidariedade e o trabalho constituiu uma força com o poder de transformar histórias e vidas da população negra na Bahia, tornando positivas as suas vivências, superando as adversidades e servindo de exemplos e referências para as gerações posteriores”.

A Cor do Trabalho é parte de um conjunto de ações desenvolvidas pela Setre desde 2007, entre as quais o Edital de Apoio à Economia Solidária de Matriz Africana, cujo objetivo é fortalecer e valorizar, de forma permanente, as raízes históricas do povo negro, nos aspectos sociais, econômicos, culturais, étnicos, religiosos e políticos.

Educação
A Cor do Trabalho deixa clara a importância da educação na ascensão social e traz depoimentos de personalidades negras que se destacam na sociedade como médicos, políticos, artistas, advogados e antropólogos. E de celebridades como a cantora Margareth Menezes, Clarindo Silva, Vovô do Ilê e João Jorge do Olodum. Todos contam histórias de como venceram em suas atividades profissionais. Antonio Olavo destaca, ainda, que o filme mostra que “a educação e a qualificação profissional melhoram a maneira de se enfrentar a desigualdade social”. Ainda segundo o cineasta, “o documentário realça o lugar especial do conhecimento, da família, da comunidade, das redes de parentesco biológico ou espiritual, da mulher”.

O documentário A Cor do Trabalho não tem cunho comercial, tendo como público principal alunos de escolas públicas do estado formadas, majoritariamente, por jovens negros e negras. As exibições do documentário sempre terão acesso livre ao público e três mil cópias serão doadas para bibliotecas, instituições públicas culturais, entidades negras e todas as escolas do ensino fundamental, ensino médio e ensino superior da rede pública da Bahia.

Comunidades quilombolas
Durante a realização das filmagens, Antonio Olavo esteve percorrendo várias comunidades quilombolas, visitando 32 Empreendimentos Econômicos e Solidários (EES), registrando experiências do povo negro em Salvador e no interior baiano. “Este documentário é um resgate e foi importante para mapear as atividades dos negros em todo o Estado”, justificou.

Sobre o cineasta Antonio Olavo
O cineasta Antonio Olavo nasceu em Jequié, em 1955, e chegou a Salvador, em 1974, onde ingressou no curso de Geologia da UFBA. Já nessa época, começou a atuar profissionalmente com imagens, inicialmente em cinema, trabalhando como segundo assistente de Direção nos filmes “Dona Flor e seus Dois Maridos” (Bruno Barreto) e “Os Pastores da Noite” (Marcel Camus). A partir de 1978, dedicou-se à fotografia, com especial predileção pelos ensaios de cunho antropológico.

Atualmente, inicia a produção do documentário “1798: a Conspiração e a Devassa”, vencedor do último Edital 2014 do Irdeb/Ancine. O filme é sobre a Revolta dos Búzios, também chamada de “Revolução dos Alfaiates”, que ocorreu na Cidade do Salvador e foi um dos mais importantes movimentos de insurreição de negros escravizados e libertos ocorridos durante a vigência do regime escravocrata, que perdurou por mais de 350 anos, no Brasil.

Com informações da Setre

Unidades da rede SAC terão atendimento modificado

Mais informações sobre endereços e horários de atendimento dos postos SAC da capital e interior pelo telefone 0800 071 5353 e 4020 5353.

Unidades de atendimento do SAC na capital e interior do estado, além das três carretas do SAC Móvel, terão seu funcionamento modificado nos próximos dias. Na sexta-feira (12), o Ponto Cidadão de Coaraci terá o atendimento suspenso.

No sábado (13), quatro postos da rede SAC em Salvador estarão fechados. A parada é em função da indisponibilidade temporária do sistema DataCenter Prodeb, utilizado nos postos SAC e em outros órgãos do Estado, manobra necessária para sua modernização. Na data, estarão fechados as unidades do Barra, Bela Vista, Shopping Paralela e Salvador Shopping. A modernização do Data Center Prodeb irá prover maior segurança aos dados e informações do Governo da Bahia.

SAC Móvel
No período de 9 a 12 de dezembro, duas das três carretas do SAC Móvel também terão o expediente alterado. As unidades passarão por intervenções técnicas para instalação de novas tecnologias. A unidade da rota 2 continuará prestando suporte ao SAC Comércio, exceto na segunda-feira (8), quando as três carretas terão o atendimento suspenso em função do feriado na capital.

Para mais informações sobre endereços e horários de atendimento dos postos SAC da capital e interior, a Secretaria da Administração do Estado da Bahia (Saeb) disponibiliza o Portal do SAC (www.sac.ba.gov.br) e os números 0800 071 5353 (telefone fixo) e 4020 5353 (telefone móvel).

Com informações da Saeb

Ibamóvel está presente na Fenagro 2014

O objetivo da ação é promover a confiança nas medições e na qualidade dos produtos e serviços colocados no mercado | Foto: Aristeu Badaró

O objetivo da ação é promover a confiança nas medições e na qualidade dos produtos e serviços colocados no mercado | Foto: Aristeu Badaró

O Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), órgão delegado do Inmetro na Bahia e autarquia da Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração (SICM) está presente na 27ª edição da Feira Nacional da Agropecuária. Na oportunidade, a unidade itinerante do Instituto, o Ibamóvel, presta serviço dentro do Programa Educação para o Consumo, que consiste em orientar o cidadão sobre o impacto das relações de consumo em seu dia a dia.

O objetivo da ação é promover a confiança nas medições e na qualidade dos produtos e serviços colocados no mercado, bem como fornecer orientações sobre riscos de acidente de consumo. O Ibamóvel foi instalado próximo ao setor de Cadeias Produtivas, atendendo ao público das 9h às 22h, até o encerramento do evento, no dia 07 de dezembro.

Entre as atividades, os técnicos do IBAMETRO fazem apresentações sobre a atuação do Instituto, utilizando material educativo como cartilhas, revistas e panfletos que detalham os direitos do cidadão nas relações de consumo. Produtos de certificação compulsória, por exemplo, devem ostentar o selo de certificação do Instituto Federal. Atenção especial está sendo dedicada ao universo infantil, com o atendimento a alunos das redes públicas municipal e estadual. O Instituto levará a Fenagro um total de 20 colaboradores, que trabalharão em regime alternado.

“A Fenagro é uma excelente oportunidade para o Programa Educação para o Consumo, já que o evento atrai toda a família. Conseguimos dessa forma tanto explicar aos pais quanto à própria criança, dentro de uma linguagem acessível a ela. Uma maior conscientização das pessoas possibilita que exijam seus direitos e esse comportamento tende a impactar em melhorias do setor produtivo”, esclarece a diretora-geral do Ibametro em exercício, Rosário Muricy.

A estimativa é que 20 mil pessoas visitem o evento diariamente. Servidores públicos estaduais com crachá e crianças de até 12 anos não pagam a entrada, no valor de R$ 5. O evento é realizado por associações de criadores da Bahia, com apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura (Seagri). A expectativa dos organizadores é que durante os nove dias de feira sejam movimentados R$ 120 milhões em negócios.

Com informações do Ibametro

Governo do Estado comemora Dia Internacional da Pessoa com Deficiência com feira de inclusão

Em comemoração ao Dia Internacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos – SJCDH realiza nesta sexta-feira (5), das 14h às 20h, a 2ª Feira Baiana de Inclusão. Serão oferecidos serviços voltados para a pessoa com deficiência, além da exposição de artesanato e fotos e apresentações de dança, teatro, música, literatura e poesia. O evento será na Praça 2 de Julho, no Campo Grande, em Salvador.

A ação da SJCDH é promovida pelo Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência – COEDE e a Superintendência dos Direitos da Pessoa com Deficiência – SUDEF, além das entidades que desenvolvem ações voltadas para esse público.

Na Bahia são mais de 3.500.000 pessoas com deficiência. Em todo o país, existe cerca de 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, o que representa 23,9% da população brasileira.

Com informações da SJCDH

Fenagro será realizada até o dia 7 de dezembro

fenagro

Conferência em Salvador debaterá políticas de promoção da igualdade racial

conferencianovembronegro

A primeira Conferência Internacional sobre Políticas Afirmativas para a Promoção da Igualdade Racial será realizada nesta terça-feira (25), às 16h, no salão nobre da reitoria da Universidade Federal da Bahia (UFBA), no bairro do Canela, em Salvador. O objetivo é debater políticas públicas relacionadas e promover a troca de experiências entre Bahia-Brasil e Estados Unidos.

O evento terá a participação da ministra Luiza Bairros, da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Seppir/PR), do secretário estadual de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Raimundo Nascimento, da presidente da Associação pelos Estudos da Diáspora Africana Mundial (ASWAD), Kim Butler, do reitor da UFBA, João Salles, e do ativista norte-americano, Joseph Beasley.

A atividade integra a programação da campanha Novembro Negro, promovida pelo Governo do Estado, por meio da Sepromi, em homenagem à memória e luta de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares e símbolo da luta contra a escravidão no Brasil.

Ações afirmativas
No dia 20 deste mês, Dia Nacional da Consciência Negra, foram publicados, no Diário Oficial do Estado, decretos de regulamentação do Estatuto da Igualdade Racial e de Combate à Intolerância Religiosa, instituído pela lei nº 13.182/2014. Entre eles, o que garante o percentual mínimo de 30% do quadro dos cargos em comissão e funções de confiança, além de concursos públicos e processos seletivos simplificados do Estado, para população negra.

Também foram publicados os decretos que regulamentam o Sistema Estadual de Promoção da Igualdade Racial e o Sistema de Financiamento das Políticas de Promoção da Igualdade Racial, e o acesso à terra de comunidades remanescentes de quilombos e de povos de terreiros de religiões afro-brasileiras, por meio de regularização fundiária, fortalecimento institucional e desenvolvimento sustentável.

Conferencistas
Dra. Kim D. Butler
É professora de História da Universidade Rutgers (EUA), no Departamento de Estudos Afros, e presidente da ASWAD. Atualmente está na Bahia para realizar pesquisas sobre os blocos afros. Também é autora do livro premiado Freedoms Given, Freedoms Won: Afro-Brazilians in Post Abolition São Paulo and Salvador [Liberdades Dadas, Liberdades Conquistadas: Afro-brasileiros em São Paulo e Salvador pós abolição], no qual destacou as atividades da Sociedade Protetora dos Desvalidos, a Ordem Terceira de Nossa Senhora do Rosário, os blocos carnavalescos e os terreiros de candomblé. Tem quase 30 anos de convivência com os movimentos negros brasileiros, participando do centenário de abolição, intercâmbios e outras atividades em prol da comunidade negra.

Ministra Luiza Bairros
Nasceu em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, onde cursou a graduação em Administração Pública e Administração de Empresas, na Universidade Federal gaúcha. Participou ativamente das principais iniciativas do movimento negro na Bahia e no Brasil, sendo eleita, em 1991, como primeira coordenadora nacional do Movimento Negro Unificado (MNU), organização em que permaneceu até 1994. De agosto de 2008 a dezembro de 2010, foi titular da Secretaria de Promoção da Igualdade do Estado da Bahia, que tratava de políticas para mulheres e de igualdade racial, até ser desmembrada em 2011 para cuidar apenas de questões raciais. Em janeiro de 2011, assumiu o cargo de ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República.

Com informações da Sepromi

Ouvidoria da Câmara de Vereadores de Salvador implanta sistema TAG

Para a ouvidora-geral, vereadora Aladilce Souza,  o TAG vai trazer agilidade no acompanhamento das demandas na Ouvidoria do legislativo municipal. Leia mais

Treinamento foi realizado de 10 a 18 de novembro  | Foto: Assessoria da Ouvidoria da Câmara

Treinamento foi realizado de 10 a 18 de novembro | Foto: Assessoria da Ouvidoria da Câmara

A Ouvidoria da Câmara Municipal de Salvador implanta em novembro o Sistema de Ouvidoria e Gestão Pública (TAG) a fim de modernizar a gestão das informações relativas ao atendimento ao cidadão. De 10 a 18 de novembro a equipe técnica do órgão recebeu capacitação para usar a ferramenta com a técnica da Coordenação das Ouvidorias Especializadas e Projetos da Ouvidoria Geral do Estado (OGE), Fátima Yasin.

Para a ouvidora-geral, vereadora Aladilce Souza (PCdoB), o TAG vai trazer agilidade no acompanhamento das demandas na Ouvidoria. “O Sistema de Ouvidoria e Gestão Pública (TAG) é muito eficiente no acompanhamento dos processos gerados pelas demandas do cidadão, possibilitando também a articulação com outras Ouvidorias e o trabalho em rede”, destaca a vereadora.

cm2

Parceria entre os órgãos irá facilitar o atendimento ao cidadão | Foto: Assessoria da Ouvidoria da Câmara

Com o TAG, a perspectiva é melhorar a articulação com a Rede de Ouvidorias Municipais e Estaduais e agilizar o atendimento ao cidadão, além de encontrar novas alternativas para aperfeiçoar os serviços prestados pelo órgão.

Com a implantação do novo sistema, o órgão terá mais conhecimento das necessidades da cidade e poderá responder melhor à população. O cidadão também poderá utilizar o sistema, registrando sua manifestação e monitorando a tramitação de sua solicitação. Além disso, serão gerados relatórios com estatísticas sobre as demandas, o perfil dos cidadãos, e os bairros e órgãos onde se concentram os problemas apontados.

Para o ouvidor-geral da OGE, Jones Carvalho, com o TAG as ouvidorias passam a contar com um moderno sistema para o atendimento ao cidadão, além do gerenciamento da informação de forma segura e eficiente. “O sistema é uma importante ferramenta para a gestão pública, uma vez que permite aos gestores terem um raio-x detalhado da administração pública”, ressalta.

Referência nacional
O TAG é um software de registro e gerenciamento dos atendimentos da Ouvidoria, desenvolvido pelo servidor da OGE, Nelson Marinho, e fornece indicadores para avaliar a qualidade dos serviços públicos prestados. TAG significa Tomás Antônio Gonzaga, um dos mais célebres ouvidores do Brasil. O sistema já é utilizado por 34 Ouvidorias parceiras da OGE na Bahia, entre prefeituras e câmaras municipais, 20 ouvidorias parceiras em outros estados e 167 Ouvidorias Especializadas de órgãos e secretarias estaduais.

O sistema foi cedido para a Câmara sem custos pela OGE, através de um Termo de Cooperação Técnica assinado em 2011 e renovado esse ano. Devido a dificuldades operacionais o sistema ficará hospedado provisoriamente na OGE para ser posteriormente transferido para a Câmara, com o suporte técnico da Assessoria de Informática.

Com informações da ASCOM da Ouvidoria da Câmara de Vereadores de Salvador