IPAC Archive

Museus do Ipac divertem crianças e adultos neste feriado

Celebrar o Dia das Crianças com cultura e muita diversão. Esta é a proposta dos espaços vinculados à Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Dimus/Ipac), que na próxima sexta-feira (12), dia de Nossa Senhora Aparecida e das Crianças, vão funcionar normalmente e são uma boa alternativa para fugir dos programas convencionais e levar a criançada para apreciar boas histórias e belas exposições nos museus.

No Palacete das Artes Rodin Bahia, o grupo carioca Os Tapetes Contadores de Histórias leva a meninada a viajar no mundo da literatura e das artes, com cenários inusitados formados por tapetes, painéis, malas, aventais, roupas, caixas e livros de pano. Crianças com idade a partir de dois anos podem participar das sessões de contação de histórias, que acontecem às 14h30 e às 16h. Serão disponibilizadas 50 vagas por apresentação. Os interessados devem agendar previamente a participação através do telefone: (71) 3117-6986. A atividade é gratuita.

Também no Palacete das Artes, pais e filhos podem conferir 62 peças em gesso do escultor francês Auguste Rodin na exposição Auguste Rodin – Homem e Gênio, que fica em cartaz até 31 deste mês. O espaço oferece ainda a mostra Modigliani: Imagens de uma Vida.

No Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA), os pequenos podem visitar a exposição Jorge Amado e Universal e mergulhar no universo do grande escritor baiano.

Crianças com deficiência visual podem apreciar cerca de 30 obras, dentre azulejos relevados, medalhões e objetos tridimensionais, como vasos, jarros e garrafas feitos pelo ceramista alemão Udo Knoff, na exposição Toque de Luz – Um Novo Olhar sobre a Obra de Udo Knoff, em cartaz no Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica, no Pelourinho.

Todas as exposições têm entrada gratuita. A programação completa está no blog da Dimus.

Com informações da SECOM

Ipac desenvolve ações no Pelourinho para a Copa 2014

A Secretaria de Cultura (Secult), por meio do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), desenvolve ações para beneficiar bens culturais baianos, se integrando às iniciativas do governo estadual para a Copa do Mundo da Fifa 2014, em Salvador. A Secult/Ipac vai requalificar, até 2014, três largos do Pelourinho onde são realizados vários eventos, os largos Tereza Baptista, Pedro Archanjo e Quincas Berro D’Água. No início deste ano foi realizado concurso nacional, via Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-BA), com júri internacional e externo ao Ipac. O vencedor – escritório Arthur Casas – termina o projeto executivo dos largos até dezembro.

Projeto de requalificação do Tereza Baptista | SECULT

No primeiro semestre de 2013, a Secult/Ipac iniciará as obras de requalificação dos três largos. A previsão de conclusão é para a Copa em 2014.

“Desde 2008 investimos mais de R$ 20 milhões em monumentos considerados âncoras de visitação pelo Ministério do Turismo (MTUR) no centro histórico, com serviços de restauro e manutenção de imóveis tombados e estratégicos”, explica o diretor geral do Ipac, Frederico Mendonça. Os recursos foram do Prodetur 2/MTUR, Banco Interamericano de Desenvolvimento e Banco do Nordeste, via Secretaria de Turismo, e contrapartida do Tesouro Estadual.

Projeto de revitalização do largo Quincas Berro D’Água | SECULT

Nesta etapa foram beneficiados Casa das Sete Mortes, Palácio Rio Branco – sede da Secult inaugurada em 2010 pelo então presidente Lula –, as igrejas do Boqueirão (Santo Antônio), Rosário dos Pretos (Pelourinho) e Pilar (Comércio). Todos em área tombada como Patrimônio Nacional pelo Ministério da Cultura (MinC). Em março deste ano, o representante do MTUR, Marcelo Caetano, deu por concluídas as obras do Pilar e Rosário dos Pretos.

“Agora, vamos construir o palco articulado, inserido em um terreno baldio no Pelourinho, projeto aprovado pelo Iphan e Prefeitura”, diz Mendonça. Segundo o presidente do IAB-BA, Nivaldo Andrade, o palco retrátil de alta tecnologia protegerá o Largo do Pelourinho que sofria com montagens de grandes estruturas, destruindo calçadas, ruas e impactando nos seculares imóveis.

Confira ilustrações do projeto de requalificação de largos do Pelourinho

Com informações da SECOM

Ipac cria Centro de Documentação e Memória

Até o final deste ano, milhares de fotografias – digitais e analógicas –, mapas, plantas de imóveis, projetos de restauração, dossiês de pesquisas, estudos, livros e documentos técnicos produzidos ao longo de quatro décadas sobre os patrimônios culturais da Bahia estarão disponíveis para acesso gratuito ao público no Pelourinho (Centro Histórico de Salvador).

Este grande arquivo sobre os bens culturais baianos estará no novo Centro de Documentação e Memória do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), autarquia da Secretaria Estadual de Cultura (Secult), que comemora 45 anos de fundação em 13 de setembro próximo.

“Esta é a primeira vez que será disponibilizado o acervo completo do instituto para pleno uso público”, afirmou o diretor-geral do Ipac, Frederico Mendonça. O local escolhido para sediar o centro foi um casarão de estilo arquitetônico barroco-colonial, nº 20 da Rua Gregório de Mattos, que será restaurado por três meses.

A abertura do Centro de Memória do Ipac integra a requalificação do Quarteirão Cultural do Pelourinho, coordenada pelo instituto. Este quarteirão fica entre as ladeiras de São Miguel (Rua Frei Vicente) e do Ferrão e a Rua Gregório de Mattos (antiga Maciel de Baixo) e a Baixa dos Sapateiros.

A Praça das Artes, na área interna do quarteirão, ganhará serviços de impermeabilização e paisagismo e, junto com o estacionamento, terá ainda revisão das instalações elétricas. Em convênio com o Centro de Referência Integral de Adolescentes (Cria), o Ipac desenvolverá ações de dinamização da praça.

Com informações da SECOM

IPAC – Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia

Titular
José Nilson Nascimento

Adjunto
Alailson de Jesus Silva

Telefone/Fax:  (71) 3117-6494
E-mail: ouvidoria.ipac1@ipac.ba.gov.br