educação Archive

Prorrogada as inscrições para o projeto Universidade para Todos

O candidato poderá esclarecer as dúvidas referentes à sua inscrição no projeto por meio do telefone 0800 285 8000. Leia mais

universidadeparatodos

O candidato poderá esclarecer as dúvidas referentes à sua inscrição por meio do telefone 0800 285 8000 | Foto: Divulgação/SEC

As inscrições para o cursinho pré-vestibular gratuito Universidade para Todos foram prorrogadas e seguem abertas até esta sexta-feira (4). Para se candidatar a uma das 21.785 vagas, o interessado deve se inscrever exclusivamente pela internet. O projeto, da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, é desenvolvido em parceria com a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Universidade Estadual da Bahia (Uneb) e com a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

>> Acesse a página do Universidade para Todos

Pode participar da iniciativa o estudante que estiver regularmente matriculado no 3º ano do ensino médio regular seriado, ou no 4º ano da educação profissional integrada ao ensino médio da rede pública estadual e/ou municipal da Bahia, tenha cursado, em escola pública municipal e/ou estadual da Bahia, o ensino fundamental (5ª a 8ª séries, atual 6º ao 9º ano ou modalidades correspondentes, e 1ª e 2ª séries do ensino médio regular ou modalidades correspondentes), egresso da rede pública estadual e/ou municipal da Bahia e tenha cursado, em escola pública municipal e/ou estadual da Bahia, o ensino fundamental e médio, regular seriado ou modalidades correspondentes.

O candidato poderá esclarecer as dúvidas referentes à sua inscrição por meio do telefone 0800 285 8000, que funcionará de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 12h e das 13h30 às 18h, ou pelo e-mail: upt@educacao.ba.gov.br.

Com informações da Secretaria da Educação

Recadastramento de aposentados da Educação começa nesta terça-feira (1º)

Tem início nesta terça-feira (1°) a terceira etapa do recadastramento anual da Previdência Estadual. Estão convocados a atualizar seus dados cadastrais os 52.704 aposentados e pensionistas ligados à Secretaria da Educação (SEC). Como nos anos anteriores, os inativos da SEC devem comparecer à sede da Previdência Estadual, bairro de Brotas, em Salvador, ou a uma das unidades de Centro de Atendimento Previdenciário (Ceprev), de acordo com escalonamento por ordem alfabética, no período de abril a junho de 2014.

Aposentados residentes em Salvador e Região Metropolitana serão divididos em três grupos. Em abril, serão convocados inativos com iniciais de “A” a “I”. Para o mês subsequente, deverão responder ao chamado da Previdência Estadual aposentados com nomes iniciados pelas letras de “J” a “M”. Por último, em junho, será a vez dos inativos com iniciais de “N” a “Z”.

Para os inativos residentes no interior baiano, e também àqueles que morem fora do estado ou em municípios ainda sem cobertura previdenciária, o recadastramento pode ser feito a qualquer tempo de abril a junho. Para ampliar o atendimento aos servidores no interior, será realizado o recadastramento itinerante nas Direc’s das cidades de Macaúbas e Amargosa (7 a 14 de abril), Bom Jesus da Lapa e Valença (14 a 17 de abril), Ribeira do Pombal e Seabra (5 a 9 de maio), Paulo Afonso e Ibotirama (12 a 16 de maio), Guanambi (26 a 30 de maio) e Caetité e Itapetinga (2 a 6 de junho).

Atendimento
O recadastramento pode ser feito em uma das 44 unidades do Centro de Atendimento Previdenciário (Ceprev), lotadas nos postos SAC e Pontos Cidadão; na Previdência Estadual, no bairro de Brotas, em Salvador; ou ainda no SAC Servidor, que atende de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, no Multishop Boca do Rio. O serviço também pode ser agendado para atendimento na Previdência Estadual (3116-5437/3116-5440/3116-5434) e nos Postos SAC do Shopping Paralela, Salvador Shopping, SAC Feira Centro II e Passeio Norte, em Lauro de Freitas (0800 071 5353/4020-5353).

Para efetivar o recadastramento, os inativos devem estar munidos dos seguintes documentos originais: carteira de identidade, CPF e comprovante de endereço, como contas de água, luz ou telefone, todos originais. Os residentes em local fora da área de cobertura previdenciária poderão efetuar o recadastramento mediante envio dos documentos autenticados para a SUPREV – Av. Dom João VI, n° 1.050, 2° piso, Brotascenter, Bairro Brotas, Salvador – Bahia, CEP: 40.290-900, informando na parte externa do envelope a palavra “RECADASTRAMENTO”. A lista de documentos exigidos e o endereço de todas as unidades do Ceprev estão disponíveis no Portal do Servidor (www.portaldoservidor.ba.gov.br).

Em caso de impossibilidade de locomoção, doença grave ou ausência do domicílio, o recadastramento pode ser feito mediante procuração por instrumento público (originais e cópias), emitida até seis meses antes da data atual, ou através de formulário disponibilizado pela Previdência Estadual, além de atestado médico (atual e original), comprovando a dificuldade no deslocamento ou a doença grave.

No caso de ausência do domicílio, é necessário apresentar um atestado de vida, declaração que pode ser concedida por uma autoridade pública, como médico ou delegado, confirmando que aquele servidor está vivo e reside no município informado.

Já os casos de falecimento deverão ser imediatamente comunicados pelos familiares do ex-servidor, mediante a apresentação da respectiva certidão de óbito em quaisquer das unidades Ceprev, envio pelos Correios à Suprev (endereço acima) ou por fax para (71) 3116-5464/5418.

Com informações da Saeb

Secretaria da Educação abre inscrições para o projeto Universidade para Todos

universidadeparatodos

Em 2014, serão disponibilizadas 21.785 vagas em cerca de 178 localidades do Estado da Bahia | Foto: Divulgação/SEC

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia abre, entre a próxima terça-feira (25) e 1º de abril, as inscrições para o cursinho pré-vestibular gratuito Universidade para Todos. Para se candidatar a uma das 21.785 vagas, o interessado deve se inscrever exclusivamente pela internet. O projeto é desenvolvido em parceria com a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Universidade Estadual da Bahia (Uneb) e com a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

>> Acesse a página do Universidade para Todos

Pode participar da iniciativa o estudante que estiver regularmente matriculado no 3º ano do ensino médio regular seriado, ou no 4º ano da educação profissional integrada ao ensino médio da rede pública estadual e/ou municipal da Bahia, tenha cursado, em escola pública municipal e/ou estadual da Bahia, o ensino fundamental (5ª a 8ª séries, atual 6º ao 9º ano ou modalidades correspondentes, e 1ª e 2ª séries do ensino médio regular ou modalidades correspondentes), egresso da rede pública estadual e/ou municipal da Bahia e tenha cursado, em escola pública municipal e/ou estadual da Bahia, o ensino fundamental e médio, regular seriado ou modalidades correspondentes.

O candidato poderá esclarecer as dúvidas referentes à sua inscrição por meio do telefone 0800 285 8000, que funcionará de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 12h e das 13h30 às 18h, ou pelo e-mail: upt@educacao.ba.gov.br.

Com informações da Secretaria da Educação

Matrícula para alunos novos na rede estadual começa nesta sexta (21)

Foto: Ascom/Sec

O processo poderá ser realizado presencialmente, em qualquer unidade escolar do estado, independente daquela na qual o estudante deseja estudar | Foto: Ascom/Sec

A rede pública estadual de educação da Bahia inicia, nesta sexta-feira (21), a matrícula para novos estudantes oriundos da rede privada ou de outros estados. No período de 21 a 24 de fevereiro, podem se matricular os estudantes que desejam cursar o ensino fundamental ou proeja fundamental. Já nos dias 25 e 26 de fevereiro, a matrícula será aberta para o ensino médio e técnico de nível médio (EPI e Proeja Médio).

O processo poderá ser realizado presencialmente, em qualquer unidade escolar do estado, independente daquela na qual o estudante deseja estudar.De 25 de fevereiro a 7 de março, ocorrem as matrículas para os classificados no sorteio eletrônico da educação profissional (Prosub). Nesse período, o estudante deverá se dirigir ao centro territorial e estadual de Educação Profissional para o qual se inscreveu, no turno em que pleiteou a vaga.

Documentos necessários
No momento da matrícula, estudantes, pais ou responsáveis deverão apresentar o original do histórico escolar, os originais e as cópias da Certidão de Registro Civil ou Cédula de Identidade, do CPF e do comprovante de residência e a carteira do Setps para unidades escolares do município de Salvador.

Será aceito, excepcionalmente, em substituição ao histórico escolar, na forma da legislação vigente, atestado de escolaridade original, firmado pela direção da unidade escolar, que deverá especificar o curso, a série/ano do estudante no ano letivo de 2013, ou de anos anteriores, bem como o curso, a série/ano que o estudante estará apto a cursar no ano letivo de 2014.

Calendário de matrícula

Alunos novos
21 e 24 de fevereiro – Matrícula para o ensino fundamental e proeja fundamental.
25 e 26 de fevereiro – Matrícula para o ensino médio e técnico nível médio.
25 de fevereiro a 7 de março – Subsequente / Prosub

Com informações da Secretaria da Educação

Matrículas na rede estadual de ensino seguem até o dia 26 de fevereiro

Para realizar a matrícula, basta procurar qualquer unidade escolar estadual, mesmo que não seja na qual o estudante deseja estudar

O ano letivo 2014 será iniciado em 10 de março | Foto: Claudionor Jr. Ascom/Educação

O ano letivo 2014 será iniciado em 10 de março | Foto: Claudionor Jr. Ascom/Educação

Seguem até o dia 26 de fevereiro as matrículas para o ano letivo 2014 na rede pública estadual de ensino. Para realizar a matrícula, basta procurar qualquer unidade escolar do Estado, mesmo que esta não seja a unidade na qual o estudante deseja estudar, ou, ainda, acessar o Portal de Educação (www.educacao.ba.gov.br/matricula), utilizando o código gerado pelo Sistema de Gestão Escolar (SGE) na carta de renovação distribuída nas unidades escolares da rede. O ano letivo 2014 será iniciado em 10 de março.

De acordo com a diretora de atendimento à rede escolar da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Eliana Carvalho, o primeiro dia de matrícula foi tranqüilo. “A cultura dos pais de irem cedo à escola está sendo quebrada. Neste primeiro dia, não tivemos a formação de grandes filas, e o movimento está dentro do esperado. A matrícula pode ser feita em qualquer escola, portanto, não há a necessidade de chegar cedo ou formar filas”, declarou.

No momento da matrícula, estudantes, pais ou responsáveis deverão apresentar o original do histórico escolar, além de original e cópia da Certidão de Registro Civil ou Cédula de Identidade, do CPF, comprovante de residência e, ainda, a carteira do Setps para unidades escolares do município de Salvador. Caso a matrícula ou a transferência seja realizada pela internet, a documentação deverá ser entregue na unidade escolar para a qual o estudante se matriculou, obedecendo ao prazo determinado no comprovante de matrícula.

Matrícula pela internet
A matrícula pela internet é destinada aos estudantes regularmente matriculados na rede estadual de ensino com freqüência regular até o final do ano letivo de 2013, aos alunos que não renovaram sua matrícula ou para aqueles que pretendem se transferir para outra unidade escolar da rede. O recurso também pode ser utilizado para a matrícula de estudantes oriundos das redes municipais de Salvador, Catu e Feira de Santana, com o código encaminhado pelas secretarias municipais de educação.

Calendário de matrícula 2014

Alunos da rede pública
17 e 18 de fevereiro – Transferência de alunos da rede estadual.

19 e 20 de fevereiro – Matrícula de concluintes das series iniciais e finais do ensino fundamental.

Alunos novos
21 e 24 de fevereiro – Matrícula para o ensino fundamental e proeja fundamental.

25 e 26 de fevereiro – Matrícula para o ensino médio e técnico nível médio.

Secretaria da Educação do Estado prepara escolas para início do ano letivo

As obras visam à melhoria da estrutura física das escolas| Foto: Ascom/Educação

As obras visam à melhoria da estrutura física das escolas| Foto: Divulgação/Educação

O ano letivo na rede estadual de educação da Bahia tem início no dia 10 de março. Para receber os estudantes, mais de 200 unidades escolares, na capital e no interior do Estado, passam por reforma, ampliação, manutenção ou recuperação. As obras visam à melhoria da estrutura física das escolas, com foco na segurança e na conservação dos espaços internos e externos, especialmente das salas de aula.

Em Cajazeiras, os estudantes do Colégio Estadual Edvaldo Brandão são alguns dos que vão começar o ano com a escola de cara nova. “Estamos ampliando o muro da escola, pintando toda a parte interna e externa, melhorando a circulação de ar dentro das salas de aula e realizando a manutenção de todas as janelas. Queremos receber o estudante em uma escola mais segura e agradável”, conta Firmina Viterbo de Azevedo, diretora da unidade. Com um investimento superior a R$ 1 milhão, a reforma prevê, ainda, a revisão da cobertura, da laje e das instalações elétricas.

O Colégio Estadual Professor Carlos Sant´Anna, no Nordeste de Amaralina, também está passando por reparos. “Queremos receber os estudantes com a casa limpa já no momento da matrícula. Estamos trabalhando para oferecer melhores condições para professores e funcionários e para transformar a escola em um ambiente cada vez mais agradável e bem equipado”, afirma a diretora da unidade, Carla Regina Lima. Com um investimento de R$ 90 mil, a unidade passa por obras de recuperação e pintura do muro, reforma do depósito da alimentação escolar, recuperação estrutural das vigas da cobertura, revisão da cobertura da circulação de salas de aula, além de pintura e reforma das quadras poliesportivas.

Conservação do patrimônio
No Colégio Estadual David Mendes Pereira, localizado no Pau da Lima, além da obras de melhoria da rede física, a preocupação do gestor também está focada na conservação desse patrimônio. “Sempre trabalhamos com a preservação do patrimônio público para estimular esse cuidado entre os estudantes. Mostramos para eles como a escola era antes e como está agora, com as melhorias. A estratégia vem dando certo, e conseguimos reduzir bastante a depredação”, revela o diretor Otacimar Souza Cardoso.

Quadra foi reformada | Foto: Divulgação/SEC

Quadra foi reformada | Foto: Divulgação/SEC

A escola recebeu investimento de R$ 522,7 mil para a recuperação da quadra, revisão da cobertura, revestimento, revisão de portas e janelas, instalações hidráulicas, elétricas e pintura. “Com a reforma, toda a unidade ganha em mobilidade, autoestima e motivação”, frisa o diretor do colégio.

Acessibilidade
Para a comunidade do bairro do Cabula, em Salvador, a maior conquista trazida pela reforma do Colégio Estadual Governador Roberto Santos foram as obras que irão tornar a escola mais acessível. “Nossa escola foi construída em blocos, com muitos lances de escada. Agora, com a construção das rampas e a adaptação dos banheiros, poderemos acolher melhor os estudantes”, explica a vice-diretora da unidade escolar, Soneide Cardoso de Souza Luz. A obra realizada na escola contou com um investimento de R$ 187,6 mil.

Transparência na escola

As informações sobre os investimentos e recursos enviados para cada escola da rede estadual podem ser consultadas pelo sistema Transparência na Escola, disponível no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). Por meio do sistema, é possível acompanhar a aplicação dos recursos destinados para ações como: alimentação escolar, conservação da rede física, compra de material permanente e material de consumo imediato, além de investimento com a implementação do projeto pedagógico.  O Transparência na Escola promove a interação entre a sociedade e a escola, fomentado a participação cidadã nas atividades desenvolvidas no ambiente escolar.
Com informações da Secretaria da Educação

Matrícula na segunda chamada do Sisu vai até terça-feira (4)

Os candidatos que não foram convocados nas duas primeiras chamadas podem integrar a lista de espera | Arte/Dijor

Os candidatos que não foram convocados nas duas primeiras chamadas podem integrar a lista de espera | Arte/Dijor

Os estudantes convocados na segunda chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do Ministério da Educação devem comparecer à instituição de ensino selecionadora até terça-feira (4) para fazer a matrícula. Aquele que deixar de fazer a matrícula no prazo perderá a vaga.

Os candidatos que não foram convocados nas duas primeiras chamadas podem integrar a lista de espera. O prazo de adesão, aberto no dia 27 último, vai até 7 de fevereiro.

Nesta primeira edição de 2014, o Sisu oferece 171.401 vagas em 4.723 cursos de 115 instituições públicas de educação superior. O sistema seleciona estudantes com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A inscrição, encerrada no dia 10 último, foi restrita ao estudante que participou da edição de 2013 do exame.

O cronograma completo do Sisu e o resultado das duas chamadas estão na página do sistema na internet.

Com informações do Portal Brasil

Estado cria mais seis Centros Noturnos de Educação

Centros Noturnos foram  criado para atender os estudantes que não podem frequentar a escola no turno diurno | Foto: Divulgação/SEC

Centros Noturnos foram criado para atender os estudantes que não podem frequentar a escola no turno diurno | Foto: Divulgação/SEC

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia criou mais seis Centros Noturnos de Educação (Ceneb). Os centros são uma alternativa para ofertar a educação básica a estudantes trabalhadores do ensino médio, da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e da Educação Profissional. Com o respaldo da adesão ao Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio, além das unidades que já funcionam em Feira de Santana, Senhor do Bonfim e Vitória da Conquista, o Estado contará, também, com os novos Centros em Salvador, Itamaraju, Conceição do Coité, Jacobina, Campo Formoso e Cachoeira.

Criado para atender os estudantes que não podem frequentar a escola no turno diurno, os Centros Noturnos visam melhorar a qualidade do ensino noturno e, ao mesmo tempo, oportunizar a esses alunos trabalhadores a continuidade dos estudos com uma nova concepção de escola que motive a permanência de estudantes e professores em sala de aula.

“Historicamente, a educação noturna vem passando por várias reflexões no cenário nacional, principalmente, no que diz respeito ao processo de evasão, permanência e sucesso desses jovens e adultos trabalhadores, o que implica a efetiva proposição de ações que qualifiquem o trabalho pedagógico nesse turno de estudo”, declarou a coordenadora da Educação de Jovens e Adultos da Secretaria da Educação, Rita de Cássia Oliveira, sobre a importância da implantação dos Centros Noturnos.

Para Audacy Batista Requião, diretora da Diretoria Regional de Educação de Jacobina (Direc 26) a implantação do Centro Noturno representa um avanço para a educação no município. “O Centro oportuniza aos estudantes trabalhadores a permanência na escola e a continuidade de seus estudos, e, aos nossos professores, dá a chance de desenvolver um trabalho diferenciado”, acredita.

As novas unidades começam a funcionar no dia 10 de março, seguindo o calendário letivo oficial, instituído pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia. O Colégio Estadual Teixeira de Freitas, na Mouraria, abrigará o primeiro Centro Noturno de Educação da capital.

Proposta Pedagógica
A proposta pedagógica dos Centros é pautada em três dimensões, mundo do trabalho, ciência e tecnologia, e arte e cultura, que dialogam com os diversos componentes curriculares da educação básica. Para consolidar essa proposta, os profissionais dos Centros participam de formação continuada no intuito de promover a reflexão sobre as práticas pedagógicas, bem como elaboração de dispositivos pedagógicos que proporcionem aprendizagens significativas aos estudantes.

Com informações da Secretaria da Educação

Divulgado o resultado da segunda chamada do Sisu

Quem for selecionado deve fazer a matrícula no período de 31 de janeiro a 4 de fevereiro. Confira os detalhes

Consulta pode ser realizado no site do programa

Consulta pode ser realizado no site do programa

sisus

A partir desta segunda-feira (27), quem participou do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) poderá consultar na internet o resultado da segunda chamada. Quem for selecionado deve fazer a matrícula no período de 31 de janeiro a 4 de fevereiro. Aqueles que perderem o prazo, perdem a vaga. O local, o horário e os procedimentos para a inscrição devem ser verificados pelo estudante com a escola em que foi selecionado.

Faça sua consulta

O Sisu oferece vagas de educação superior em instituições públicas. A seleção é feita com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Mais de 5 milhões de candidatos fizeram o Enem de 2013. Nesta primeira edição de 2014, o Sisu oferece 171.401 vagas em 4.723 cursos de 115 instituições públicas de educação superior. As vagas são disputadas por 2.559.987 inscritos.

O candidato que não foi selecionado para a primeira opção de curso poderá participar da lista de espera. O prazo para a adesão é do dia 27 de janeiro a 7 de fevereiro, também pela internet. A convocação desses candidatos ocorre a partir de 11 de fevereiro.

Os cursos com o maior número de inscrições nesta primeira edição de 2014 do Sisu foram administração, direito, pedagogia e medicina. O curso mais concorrido foi medicina, com a relação de 72 candidatos por vaga. A maioria dos candidatos tem entre 18 e 24 anos.

Inscrições para Sisu começam nesta segunda. Tire suas dúvidas

Você tem dúvidas sobre como funciona o processo de inscrições? Confira as principais dúvidas, prazo de inscrição, documentos necessários e como consultar as vagas.

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) abre suas inscrições nesta segunda-feira (6). Podem participar do processo seletivo para entrada em instituições públicas de ensino superior os alunos que participaram do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) em 2013.

O processo de seleção é realizado nos dois semestres do ano e segue um cronograma de dois meses, entre inscrição, resultados e matrículas. Confira no fim do texto o cronograma para este primeiro semestre de 2014.

Participam desta edição do Sisu 115 instituições de ensino superior públicas de todas as unidades federativas (entre universidades federais, estaduais e institutos federais) oferecendo 522 cursos em diferentes áreas de atuação. Acesse no site do Sisu a  lista completa de instituições de ensino e cursos. Também é possível filtrar a busca por municípios.

Você tem dúvidas sobre como funciona o processo de inscrições? Confira abaixo as principais dúvidas. A lista completa pode ser acessada na página do Sisu.

Como funciona o Sisu?

O processo seletivo do Sisu possui uma única etapa de inscrição.

Ao efetuar sua inscrição, o candidato deve escolher, por ordem de preferência, até duas opções entre as vagas ofertadas pelas instituições participantes do Sisu. O candidato também deve definir se deseja concorrer às vagas de ampla concorrência, às vagas reservadas de acordo com a Lei nº 12.711/2012 (Lei de Cotas) ou às vagas destinadas às demais políticas afirmativas das instituições.

Durante o período de inscrição, o candidato pode alterar suas opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada.

Ao final da etapa de inscrição, o sistema seleciona automaticamente os candidatos mais bem classificados em cada curso, de acordo com suas notas no Enem e eventuais ponderações (pesos atribuídos às notas ou bônus).

Serão considerados selecionados somente os candidatos classificados dentro do número de vagas ofertadas pelo Sisu em cada curso, por modalidade de concorrência. Caso a nota do candidato possibilite sua classificação em suas duas opções de vaga, ele será selecionado exclusivamente em sua primeira opção.

Serão feitas duas chamadas sucessivas. A cada chamada, os candidatos selecionados têm um prazo para efetuar a matrícula na instituição, confirmando dessa forma a ocupação da vaga.

Quem pode se inscrever no Sisu 1º/2014?

Podem se inscrever no Sisu os candidatos que fizeram o Enem 2013 e que tenham obtido nota acima de zero na redação. É importante ressaltar que algumas instituições adotam notas mínimas para inscrição em determinados cursos. Nesse caso, no momento da inscrição, se a nota do candidato não for suficiente para concorrer àquele curso, o sistema emitirá uma mensagem com esta informação.

Como é feita a inscrição no Sisu?

A inscrição no Sisu deverá ser realizada, necessariamente, com o número de inscrição e a senha no Enem 2013. Assim, caso o candidato não se lembre de seu número de inscrição ou de sua senha, deverá recuperá-la na página do Enem.

Qual o horário de inscrição no Sisu?

O Sisu ficará disponível para inscrição dos candidatos do dia 6 de janeiro de 2014 até as 23h59 do dia 10 de janeiro de 2014. Durante o período de inscrição, o sistema estará aberto durante todo o dia, de forma ininterrupta. Será considerado o horário oficial de Brasília.

Depois de concluir sua inscrição, o candidato pode modificar suas opções?

Sim. É permitido ao candidato, durante o período de inscrição, de 6 a 10 de janeiro de 2014, modificar suas opções quantas vezes julgar conveniente. Será considerada válida a última inscrição confirmada.

Como são informadas, no Sisu, as notas do candidato no Enem 2013?

No momento que o candidato insere no sistema o seu número de inscrição e a senha no Enem 2013, o Sisu recupera, automaticamente, as suas notas obtidas no exame.

As instituições adotam pesos diferentes para as notas do Enem 2013? Como o Sisu calcula a nota nestes casos?

Algumas instituições participantes do Sisu adotam pesos diferenciados para as provas do Enem 2013. Assim, quando o candidato se inscrever para curso em que a instituição adotou peso diferenciado para determinada prova do Enem 2013, o sistema fará automaticamente o cálculo, de acordo com as especificações da instituição, gerando uma nova nota, que será informada ao candidato.

Como é calculada a nota de corte de cada curso que o Sisu informa como referência?

Uma vez por dia, o Sisu calcula a nota de corte (menor nota para ficar entre os potencialmente selecionados) para cada curso com base no número de vagas disponíveis e no total dos candidatos inscritos naquele curso, por modalidade de concorrência.

Atenção: a nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento de sua inscrição, não sendo garantia de seleção para a vaga ofertada. O sistema não faz o cálculo em tempo real e a nota de corte se modifica de acordo com a nota dos inscritos. A nota de corte só será informada pelo sistema a partir do segundo dia de inscrição.

O que é a classificação parcial?

Durante o período de inscrição, o candidato poderá consultar, em seu boletim na página do Sisu, a sua classificação parcial na opção de curso escolhido. A classificação parcial é calculada a partir das notas dos candidatos inscritos na mesma opção. Essa classificação é apenas uma referência e pode ser observada pelo estudante durante o período em que o sistema estiver aberto para as inscrições. Ao final do período de inscrição, é divulgada a lista de selecionados e em seu boletim de acompanhamento o candidato pode consultar a sua classificação e resultado final.

Todas as vagas oferecidas nesta edição do Sisu são para ingresso no 1º semestre de 2014?

Não. Algumas instituições podem ofertar vagas para ingresso no 1º e no 2º semestre de 2014.

Como saber o resultado do Sisu?

O resultado do Sisu poderá ser consultado no boletim do candidato, na página do Sisu, nas instituições participantes e na Central de Atendimento do MEC, por meio do telefone 0800-616161.

Como devo proceder com a matrícula caso seja selecionado pelo Sisu?

O candidato selecionado pelo Sisu deverá verificar, junto à instituição de ensino em que foi aprovado, o local, horário e procedimentos para matrícula. O prazo para a realização da matrícula está definido no cronograma disponível na página do Sisu.

Quem pode manifestar interesse em participar da Lista de Espera do Sisu?

Os candidatos não selecionados em nenhuma de suas opções nas chamadas regulares e os candidatos selecionados em sua segunda opção, independentemente de terem efetuado a matrícula. A participação na lista de espera somente poderá ser feita na primeira opção de vaga do candidato.

Como faço para participar da Lista de Espera do Sisu?

O candidato deverá acessar o sistema durante o período especificado no cronograma e, em seu boletim, clicar no botão que correspondente à confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu.

Atenção: Certifique-se de que sua manifestação foi realizada. Ao finalizar a manifestação o sistema emitirá uma mensagem de confirmação.

O candidato que se inscreveu no Sisu também pode se inscrever no Prouni?

O candidato que se inscreveu no Sisu também pode se inscrever no Programa Universidade para Todos (Prouni), desde que atenda aos critérios do programa. O Sisu 1º/2014 e o Prouni 1º/2014 utilizam o Enem de 2013 como critério para seleção dos candidatos. Caso o candidato seja selecionado nos dois programas deverá optar pela bolsa do Prouni ou pela vaga do Sisu, pois é vedado ao estudante utilizar uma bolsa do programa e estar, simultaneamente, matriculado em instituição de ensino superior pública e gratuita.

Cronograma Sisu – 1º semestre 2014

Período de inscrições: 6 de janeiro de 2014 a 10 de janeiro de 2014

Resultado da 1ª chamada: 13 de janeiro de 2014

Matrícula da 1ª chamada: 17 de janeiro de 2014 a 21 de janeiro de 2014

Resultado da 2ª chamada: 27 de janeiro de 2014

Prazo para participar da lista de espera: 27 de janeiro de 2014 a 7 de fevereiro de 2014

Matrícula da 2ª chamada: 31 de janeiro de 2014 a 4 de fevereiro de 2014

Convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições de ensino: a partir de 11 de fevereiro

Com informações do Portal Brasil