Mais Futuro vai recrutar três mil aprendizes no interior do estado

As inscrições serão realizadas de 6 a 10 de maio, exclusivamente pela internet, no site Consultec. Confira detalhes da seleção

Estudantes de escolas públicas do interior do estado, entre 14 e 22 anos incompletos, devem se preparar. A Secretaria da Administração (Saeb) e as Voluntárias Sociais da Bahia irão abrir três mil vagas para o processo seletivo simplificado do banco de aprendizes do programa estadual de estímulo ao primeiro emprego, o Mais Futuro, para atuação em 17 cidades baianas. As inscrições serão realizadas de 6 a 10 de maio, exclusivamente pela internet, no endereço eletrônico da organizadora da seleção, a Consultec (www.consultec.com.br). A taxa é no valor de R$ 5. O edital, publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta segunda-feira (22), já está disponível no site das Voluntárias Sociais (www.vsba.ba.gov.br) e no Portal do Servidor (www.portaldoservidor.ba.gov.br).

Criado com a finalidade de abrir as portas do mercado de trabalho para jovens de baixa renda, o programa Mais Futuro – mantido pela Saeb em conjunto com as Voluntárias Sociais – irá expandir suas atividades para os municípios que compõem o Território de Identidade Portal do Sertão: Água Fria, Amélia Rodrigues, Anguera, Antônio Cardoso, Conceição da Feira, Conceição do Jacuípe, Coração de Maria, Feira de Santana, Ipecaetá, Irará, Santa Bárbara, Santanópolis, Santo Estevão, São Gonçalo dos Campos, Tanquinho, Teodoro Sampaio e Terra Nova.

Podem participar da seleção estudantes oriundos de escolas públicas, entre 14 e 22 anos incompletos, residentes nos municípios que serão contemplados pelo banco de aprendizes do interior. A demanda irá atender órgãos e entidades estaduais, além de organizações sem fins lucrativos, que mantenham convênio com o programa.

Vale lembrar que 5% das três mil vagas serão destinadas a candidatos portadores de necessidades especiais, em atendimento às exigências do Ministério do Trabalho. Neste caso, o candidato deve declarar, no ato da inscrição, ser portador de necessidades especiais e entregar laudo médico, acompanhado de atestado de saúde ocupacional, de acordo com as exigências previstas em edital, até o dia 12 de maio. O documento deve ser enviado à Consultec de acordo com as instruções do documento oficial.

A seleção será composta por prova objetiva de conhecimentos gerais, com questões das disciplinas de Português (20), Matemática (20) e Atualidades e Cidadania (15), totalizando 60 questões. Os candidatos terão quatro horas para responder às provas, sendo necessário 50% de acerto para que se tornem aptos a compor o banco de aprendizes do interior. A divulgação dos locais de prova, horários e datas vai obedecer o previsto em edital, por meio dos sites das Voluntárias Sociais, Consultec e Portal do Servidor.

É necessário que os inscritos compareçam no dia da prova com pelo menos uma hora de antecedência antes do fechamento dos portões, portando caneta esferográfica azul ou preta, lápis e borracha, além de um documento de identificação original, como carteira de identidade, carteira de trabalho ou carteira de habilitação. A prova, aplicada no dia no dia 2 de junho, em Feira de Santana,  terá duração de quatro horas. Ao candidato será vetado o uso de materiais de consulta, telefones celulares, relógios, boné, chapéu, óculos escuros, pagers, protetor auricular, máquinas calculadoras ou qualquer outro tipo de equipamento eletrônico.

Desde sua criação, em 2008, o programa Mais Futuro já contratou 1,4 mil aprendizes para atuar no Estado, incluindo os decorrentes da parceria com o Tribunal de Justiça da Bahia, cerca de 200 jovens. Os aprendizes recebem treinamento teórico de mais de 400 horas, dividido em módulos que incluem disciplinas como: qualidade no atendimento, administração pública, informática, noções de empreendedorismo, entre outros. Parte da capacitação teórica é feita nas Voluntárias Sociais e o aprendizado específico diretamente nas unidades de atuação dos jovens, com monitoramento permanente.

Após dois anos de experiência, o currículo dos jovens é inserido no banco de dados do Sistema de Intermediação para o Trabalho – Sinebahia. As diretrizes do Programa são estabelecidas pelo Decreto Estadual nº 11.139/2008, que regulamenta a contratação de jovens conforme as determinações da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

 

Print Friendly

About the Author

Assessoria de Comunicação da Ouvidoria Geral. Siga-nos no Twitter: @ouvidoriageral e curta a nossa Fan Page no Facebook - http://www.facebook.com/ouvidoriageraldabahia