Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas em fase de consulta pública

O edital de consulta pública do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas, lançado nesta quinta-feira (21), no Hotel Fiesta, pelo governador Jaques Wagner, ficará em consulta pública durante 60 dias. Ao final deste período, as contribuições serão analisadas para a elaboração do edital de licitação, que será lançado em seguida. Em novembro deverá ser realizado um pregão na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) para definição do vencedor.

Por meio da consulta pública qualquer cidadão pode fazer sugestões para o aperfeiçoamento do projeto do sistema. Os interessados em contribuir devem acessar o site da Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado (a partir das 17h desta quinta-feira), conhecer o atual projeto e preencher o formulário sugerindo alteração.


 

Pelo projeto será construída a linha 2 do metrô, que vai da Avenida Bonocô até Lauro de Freitas, e completar a linha 1, trecho entre o Acesso Norte e Pirajá, com investimentos de R$ 3,5 bilhões, sendo R$ 1,85 bilhão recursos públicos dos governos municipal, estadual e federal.

De acordo com o secretário da Sedur, Cícero Monteiro, a obra será executada no início de 2013, por intermédio de Parceira Público-Privada (PPP), e tem previsão de ser concluída em 36 meses, sendo que o trecho do Acesso Norte até Pirajá deve entrar em operação num prazo de 18 meses. O sistema terá 36,4 quilômetros e 20 estações, que atenderão diretamente os moradores da Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Terminais

Além da implantação, a PPP também será responsável pela operação de todo sistema metroviário com uma concessão de 30 anos. O projeto inclui ainda instalação de terminais de integração metrô/ônibus, facilitando o acesso de passageiros. “Reafirmamos o nosso compromisso com este projeto de instaurar uma nova forma de ver a mobilidade urbana, moderna, de alta qualidade, integrada, ambientalmente menos impactante e capaz de conectar a Região Metropolitana de Salvador”, afirmou Jaques Wagner.

PMI

O projeto de referência que subsidia o edital foi desenvolvido a partir das contribuições recebidas por meio do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), lançado no ano passado. A partir do PMI ficou definido que o projeto a ser implementado seria um metrô de superfície, saindo da Avenida Bonocô, na capital baiana, até Lauro de Freitas, passando pelo canteiro central da Avenida Paralela.

Com informações da SECOM

Print Friendly

About the Author

Assessoria de Comunicação da Ouvidoria Geral. Siga-nos no Twitter: @ouvidoriageral e curta a nossa Fan Page no Facebook - http://www.facebook.com/ouvidoriageraldabahia