Programa Minha Casa, Minha Vida entrega novas moradias em Salvador

Em cumprimento à política estadual de infraestrutura social, foram entregues na manhã desta segunda-feira (31) mais 200 unidades do programa Minha Casa, Minha Vida, desta vez no bairro de Pau da Lima, em Salvador.

O governador em exercício, Otto Alencar, o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Cícero Monteiro, a secretária da Casa Civil, Eva Chiavon, e lideranças de movimentos sociais participaram da cerimônia.

As moradias fazem parte do Residencial Jardim Cajazeiras, com apartamentos com 43 metros quadrados, distribuídos em dez blocos, cada um com 20 unidades. Além de infraestrutura completa, como água encanada e energia elétrica, os moradores terão à disposição espaços de lazer, a exemplo de quadra de esportes e parque infantil.

As habitações são destinadas a famílias com renda de até três salários mínimos. As parcelas custarão 10% da renda familiar, ou seja, a partir de R$ 50, o que, na opinião do auxiliar de cozinha Aurino Andrade, é um valor módico. “É um presente de aniversário para mim, que faço 40 anos em dezembro. Estou realizando o maior sonho da minha vida, que era ter uma moradia”.

Natalícia Argentina Rodrigues vai viver no local com o marido Valter Franco e o neto Jônatas Neves Rodrigues, sete anos. “Achei muito boa a área. Perto de ponto de ônibus, escola para meu netinho estudar. Isso é importante. E os apartamentos estão uma maravilha”.

Segundo o superintendente da Caixa Econômica Federal em Salvador, Aristóteles Menezes, quem quiser uma unidade habitacional do Minha Casa, Minha Vida “deve procurar os entes públicos para fazer a inscrição”.

Na esfera municipal, os interessados devem se inscrever na Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Habitação e Meio Ambiente (Sedham), e na estadual, na Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur).

Escolha com apoio de movimentos sociais

As famílias contempladas foram escolhidas com apoio de movimentos sociais de Salvador. Para Eva Chiavon, um lar digno fortalece o sentimento entre as pessoas que ali vivem. “É dentro da nossa casa que mantemos a relação de afeto com nosso companheiro, nossos filhos”.

O conjunto habitacional foi construído num terreno de 9.700 metros quadrados doado pelo Estado.

Até agora, foram contratadas na Bahia 65.114 unidades pelo Minha Casa, Minha Vida. Otto Alencar atribui o êxito do programa ao entrosamento entre os governos federal e estadual. “Este é o maior programa de habitação popular dos últimos anos no Brasil”.

Com informações da SECOM

Print Friendly

About the Author

Assessoria de Comunicação da Ouvidoria Geral. Siga-nos no Twitter: @ouvidoriageral e curta a nossa Fan Page no Facebook - http://www.facebook.com/ouvidoriageraldabahia