Bahia recebe fábrica da segunda maior empresa de alimentos e bebidas do mundo

A indústria de alimentos e bebidas PepsiCo, segunda maior empresa de alimentos e bebidas do mundo, escolheu a Bahia para ampliar a atuação no Nordeste. Nesta terça-feira (2), os executivos da empresa apresentaram a unidade de Feira de Santana ao governador Jaques Wagner e ao secretário da Indústria, Comércio e Mineração (Sicm), James Correia. A nova fábrica do grupo funcionará ainda este ano.

“O governo do Estado, na busca por aproximação e diálogo com a classe empresarial, conseguiu fazer com que a PepsiCo se instalasse aqui, e já com projeto de ampliação, com todo apoio e incentivo que o Estado vem dando”, afirmou o secretário James Correia.

Na primeira fase, serão produzidos bebidas e pó à base de chocolate. Inicialmente, serão investidos R$ 30 milhões e gerados cerca de 400 novos empregos, entre diretos e indiretos. Na opinião do diretor de negócios no Norte-Nordeste da PepsiCo Brasil, Alexandre Wolff, a economia brasileira tem passado por um momento de crescimento e, tanto investimentos públicos quanto os privados têm contribuído para isso. “Isso tem gerado uma renda e consumo maiores por parte da população”, explica.

A unidade fabril em Feira de Santana é a terceira do grupo na região Nordeste ao lado da planta de água de coco, em Petrolina e, de snacks (aperitivos), em Suape, ambas em Pernambuco.

Wolff também informou que desde o início do ano, somente na área comercial, em Salvador, por meio das campanhas de marketing e de vendas, já foram contratadas 100 pessoas. “Devemos dobrar este número ainda este ano”, informou.

De acordo com a analista de RH da PepsiCo, Leila Santos, “sessenta pessoas já foram contratadas diretamente para a fábrica em Feira de Santana. A seleção tem sido realizada com o apoio do Senai, mas os interessados em fazer parte do quadro da empresa podem cadastrar o currículo no site (www.pepsico.com)”.

Leila, que é de Salvador, foi contratada em dezembro do ano passado e está satisfeita com a nova experiência profissional. “Tem sido fantástico. Nunca tinha trabalhado na indústria de alimentos. Aprendemos boas práticas de fabricação e de armazenagem. Conhecer essas regras é fundamental para recrutar as pessoas”.

Estado trabalha para atrair novas indústrias

Das 11.767 vagas de trabalho com carteira assinada criadas na Bahia, no mês de junho deste ano, 1.764 foram geradas pela indústria. O setor, que atualmente ocupa a terceira posição na criação de oportunidades de trabalho, está em franca expansão no estado.

O governador Jaques Wagner explicou que a intenção do Estado é aproveitar o momento econômico que a Bahia e o Brasil vivem e fazer que novas indústrias se fixem no estado gerando emprego e renda. “Há um centro de logística privado sendo desenvolvido no entorno de Feira de Santana. A melhoria do aeroporto também está entre as nossas metas. A qualificação da nossa mão de obra é um outra medida importante para nos dar condições de recepcionar novas indústrias como fizemos com a Nestlé e agora com a Pepsico”.

Com informações da SECOM

 

Print Friendly

About the Author

Assessoria de Comunicação da Ouvidoria Geral. Siga-nos no Twitter: @ouvidoriageral e curta a nossa Fan Page no Facebook - http://www.facebook.com/ouvidoriageraldabahia